Ela “inventou” o chá revelação e hoje acha uma bobagem: “quem se importa?”

Jenna Myers Karvunidis foi a primeira a dar uma festa assim, em 2008, mas agora está repensando os rumos que isso tomou...

Se você chegou na Terra nesta semana, vamos te contar que está bem na moda fazer um chá de bebê, onde os pais revelam o sexo da criança. Geralmente, o anúncio é feito com alguma surpresinha e comemorado pelos convidados e papais. Tem quem ame, tem quem fuja para o mais longe possível. Esta semana, ninguém menos do que a “criadora” deste fenômeno resolveu se pronunciar. E, bomba: ela está bem arrependida de ter começado esta onda.

Antes de contar esta história, porém, um parênteses: tá tudo bem você gostar de chá revelação e até ter feito um pro seu baby, ok? Mas que tem gente levando esta festa muito a sério, ah, isto tem! Você já deve ter visto e/ou até participado de algum que foi, digamos, um grande mico. Seja porque o resultado estava errado ou porque os meios de revelar o sexo ganharam proporções maiores do que o planejado, já teve muito chá dando errado por aí. E dá-lhe choradeira!

O simples fato de “comemorar” o sexo da criança não faz muito sentido. Ambos não seriam motivo de felicidade? “Eu tenho uma confusão de sentimentos sobre minha contribuição para a cultura. Explodiu em uma loucura depois disso. Literalmente – tiroteios, incêndio em florestas e mais ênfase no gênero do que é necessário para um bebê”, contou Jenna Myers Karvunidis, dona do blog High Gloss and Sauce. Ela foi a primeira a dar uma festa assim em 2008, virou notícia na mídia especializada e depois copiada no no mundo todo, na época.

“Quem se importa com o gênero da criança? Eu fiz naquela época, porque não estávamos vivendo em 2019 e não sabíamos o que sabemos agora – que destacar o gênero no nascimento exclui tantos potenciais e talentos que não têm nada a ver com o que tem no meio das pernas dos bebês”, explicou Jenna em uma postagem no Facebook bem sincerona. Vale lembrar aqui que existe uma confusão muito grande na cabeça das pessoas sobre a diferença entre gênero, que é uma construção social, e sexo, que é a definição biológica.

E calma, que tem mais: “Reviravolta: o primeiro bebê que teve um chá revelação é uma menina que usa ternos!”, postou a blogueira, em uma foto ao lado dos 3 filhos.