Filhos: problema de saúde pode se tornar nota vermelha

Dificuldades de visão, desvios na coluna e até dores de cabeça estão entre os fatores que mais atrapalham os estudos de seu filho

Com alguns cuidados, as crianças podem recuperar as notas ruins e sentir prazer nos estudos
Foto: Dreamstime

Seu filho tem pouco interesse pela escola, o boletim dá vergonha e a professora vive reclamando? Talvez ele tenha um distúrbio físico – de visão, audição ou até neurológico. A boa notícia é que, com alguns cuidados, meninos e meninas podem recuperar as notas ruins e sentir prazer nos estudos. Conheça os problemas de saúde mais comuns na infância e saiba como tratá-los.

Dificuldade de enxergar

. O que pode ser? – Miopia, hipermetropia ou astigmatismo. Os míopes veem embaçado de longe, os hipermétropes sofrem para ver de perto e quem tem astigmatismo não vê nem de perto, nem de longe.

. Como se diagnostica? – A criança cola o rosto no caderno para entender o que está escrito, senta sempre perto da lousa, fica com os olhos vermelhos sem coçar, queixa-se de dor de cabeça, tropeça e cai com frequência. 

. Dá pra resolver? – Claro! Basta usar os óculos no grau certo. 

. O que eu faço então? – Leve seu filho a um oftalmologista.

Audição limitada

. O que pode ser? – Infecção. 

. Como se diagnostica? – O pequeno vive com febre, demonstra desconforto e sente dificuldade para compreender o que o professor ou os colegas falam. Em alguns casos, ele pode apresentar pus ou secreção no ouvido. 

. Dá pra resolver? – Só com remédio. E se a infecção não for tratada da maneira correta, a criança pode ficar surda. 

. O que eu faço então? – Peça ao pediatra a indicação de um bom otorrinolaringologista, médico que cuida dos problemas de nariz, ouvido e garganta.

Filhos: problema de saúde pode se tornar nota vermelha

Leitura e escrita ruins

. O que pode ser? – Dislexia (dificuldade em relacionar o som com a forma das letras). 

. Como se diagnostica? – A criança aprende a falar mais tarde, lê mal e não consegue decorar rimas e canções. Troca letras ao falar ou escrever, como “fofó” em vez de “vovó”. 

. Dá pra resolver? – Sim. O tratamento é demorado, mas funciona. 

. O que eu faço então? – Procure um médico fonoaudiólogo. Dependendo do grau de dislexia que seu filho apresentar, talvez seja necessário consultar também um psicopedagogo.

Cansaço e má postura

 
. O que pode ser? – Cifose, lordose ou escoliose. A cifose deixa corcunda, a lordose arrebita o bumbum e a escoliose deixa a coluna em “S”. 

. Como se diagnostica? – Dores nas mãos, braços, ombros ou quadril são resultado de excesso de pressão numa região. 

. Dá pra resolver? – Sim, fazendo exercícios de Reeducação Postural Global, mais conhecidos pela sigla RPG. Eles são orientados por um profissional e ajudam a corrigir a postura. 

. O que eu faço então? – Marque uma consulta com um ortopedista para o seu filhote.

Tristeza, ansiedade e desinteresse

. O que pode ser? – Enxaqueca ou dor de cabeça moderada ou forte. 

. Como se diagnostica? – O pequeno leva a mão à cabeça com frequência, sente enjoo, tem mudanças de humor, sensibilidade à luz, cheiros ou barulhos e muito sono. 

. Dá pra resolver? – Geralmente, mudar os hábitos da criança acaba com o problema. 

. O que eu faço então? – Cuide para que seu filho durma pelo menos oito horas por dia e tenha uma alimentação saudável, rica em nutrientes. 

*Esta reportagem faz parte do Projeto Educar Para Crescer.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!