Manual de lavagem de roupa à máquina ou à mão

Fica fácil cuidar das roupas e do enxoval da casa quando você aprende a eliminar manchas, branquear o tecido e usar os produtos corretamente. Siga o nosso pequeno manual

Reutilize a água da máquina de lavar. Ela pode ser usada para higienizar o vaso sanitário, o quintal, a calçada…
Foto: Getty Images

“Lavar roupa todo dia…” Calma, mulher! Essa tarefa não precisa ser uma agonia. Preparamos um manual simples que te ensinará a eliminar manchas, branquear o tecido e usar os produtos corretamente. Confira!

Qual é a maneira correta de separar as roupas antes de dar início à lavagem?

É importante nunca misturar panos de prato e toalhas de mesa com as roupas, pois eles têm resíduos de gordura. As toalhas de banho também precisam ser lavadas separadamente – elas soltam pelinhos que impregnam nas outras peças. Evite ainda lavar lençóis com itens menores, como as fronhas dos travesseiros. Isso porque durante as batidas da máquina, o lençol – que é bem maior – acaba impedindo a lavagem delas, que ficam sujas.

Além da lavagem à mão, as peças delicadas e as infantis pedem produtos específicos, à base de coco. Seus ativos são mais suaves e, quando a fórmula é dermatologicamente testada, ainda reduz o risco de causar alergias.

Existe outro critério para a separação?

Primeiro separe o que deve ser lavado à mão. A indicação está na etiqueta, mas lembre-se: seda, linho, lã, lingeries e peças com apliques e bordados. “Algumas máquinas têm programas de lavagem delicada, que aceitam esses itens. Mesmo assim coloque-os em sacos próprios, que diminuem o atrito na máquina e evitam bolinhas”, diz Ricardo Monteiro (SP), da Quality Lavanderia. Sem o saquinho? Ponha a roupa numa fronha e feche com barbante.

· Separação por cor: peças brancas, tons claros (pastel e cinza) e escuros. Cada pilha é lavada separadamente.

· Itens que desbotam devem ser isolados. Teste: umedeça um canto da roupa e coloque um tecido branco em cima. Passe o ferro sobre ambos e veja se o tecido claro fica manchado. Se sim, o item colorido deve ser lavado sozinho e à mão para não manchar.

Quanto tempo deve durar o molho?

Ao colocar as peças de molho em água e sabão em pó dissolvido, você facilita a retirada da sujeira mais pesada. Mas de nada adianta esquecer as roupas por longos períodos. “O sabão em pó tem agentes chamados suspendentes, cuja função é retirar as impurezas das fibras e deixá-las suspensas na superfície da água. Essa ação dura apenas 45 minutos. Depois disso, a sujeira vai descendo e volta a se fixar na roupa”, explica Ricardo. Por isso, o ideal é que esse procedimento dure, no máximo, uma hora. Daí, ou você troca a água e o sabão em pó ou parte para a lavagem.

Antes de jogar a roupa na máquina, feche todos os zíperes e botões, que podem agredir os tecidos.

O que é pré-lavagem e quando usá-la?

Algumas máquinas contam com o programa de pré-lavagem, que dispensa o molho manual (em balde) e é ideal para peças que estão muito sujas, como camisas que encardem no colarinho e nos punhos, barras de calças jeans, meias e roupas de criança. Mas não basta jogar tudo lá: antes, passe sabão neutro na peça e esfregue as áreas sujas com escova macia – sem forçar para não desgastar o tecido. Depois, leve à máquina e programe a pré-lavagem. “Use a quantidade de sabão em pó indicada pelo fabricante nesse processo e 20% a menos na lavagem propriamente dita. Produto demais endurece as roupas, pode deixar manchas esbranquiçadas e, em alguns casos, provocar mau cheiro”, diz Ricardo. No geral, as máquinas com pré-lavagem têm gaveta de sabão em pó extra onde se coloca a dosagem

Como tirar manchas?

Muitas delas são difíceis de remover e não saem apenas com o molho e a lavagem convencional. Para isso, o mercado oferece boa variedade de tira-manchas. “O produto deve ser usado apenas onde se concentram as marcas. Aplique-o no direito e no avesso, até que a região fique totalmente úmida. É importante não ultrapassar o tempo máximo recomendado para a ação do produto – em geral cinco minutos – nem expor as roupas à luz do sol antes de removê-lo totalmente do tecido”, ensina Alessandra Castro (SP), gerente de marketing de cuidados com as roupas da Flora, que produz a linha Minuano. Feito isso, enxágue com água em abundância e proceda com a lavagem. Alguns truques caseiros que prometem dar conta das manchas mais comuns:

· Caneta

Em peças de algodão, aplique álcool. Em outros tecidos, coloque leite puro e deixe por cinco minutos.

· Vinho

Passe espuma de barbear.

· Molho

Esfregue a sujeira imediatamente com água fria ou coloque uma fatia de limão sobre ela. Depois de enxaguar várias vezes é só lavar.

· Gordura

Pingue uma gota de sabão neutro e esfregue com escova de dentes macia. Daí mergulhe a peça na água e enxágue em abundância.

· Colarinhos e punhos encardidos

Junte duas colheres (sopa) de bicarbonato de sódio ao sabão em pó que você leva à máquina.

· Suor nas axilas

Num balde, ponha um litro de água e três colheres (chá) de vinagre branco. Deixe a roupa de molho por dez minutos.

· Café

Esfregue uma pedra de gelo sobre a mancha para diluí-la. Daí lave.

· Batom

Friccione acetona no local.

Água quente é sempre mais eficaz?

Essa temperatura ajuda a água a penetrar profundamente nas fibras do tecido, eliminando a sujeira. “No entanto, ela nunca deve ser usada no primeiro contato da roupa com a água, seja na lavagem, seja no molho. Isso porque sua alta temperatura `cozinha¿ a sujeira e dificulta sua remoção”, explica Ricardo. Assim, a primeira lavagem deve ser sempre com água fria. Importante: certas peças não suportam altas temperaturas. Siga o informado na etiqueta.

É possível evitar que as roupas percam sua cor original nas primeiras lavagens?

Quem ensina o truque é Rejane Nascimento (SP), gerente de treinamento do Grupo de Lavanderias 5 à Sec: adicione uma colher (sopa) de vinagre branco na água da lavagem e outra no último enxágue. O produto ajuda a fixar os corantes e mantém a cor viva.

Quando usar amaciante?

Segundo Ricardo Monteiro, sempre: “Quando lavamos as roupas, as fibras embaraçam e endurecem. É o amaciante que faz o trabalho de realinhá-las e deixás-las novamente confortáveis para o uso”. Não dilua o produto antes de colocá-lo no compartimento da máquina, pois ele pode perder a eficácia. Coloque-o na máquina puro, na quantidade indicada pelo fabricante.

Como pendurar as roupas para secar?

As de algodão e poliéster podem ser penduradas com pregadores (sempre pela parte de baixo) ou em cabides. Já as de seda exigem os cabides. Em ambos os casos, alise-as com as mãos antes e pendure-as bem alinhadas: assim, elas secam tão lisas que podem até dispensar o ferro de passar. Tecidos de malha, tricô e acrílico não devem ser pendurados e, sim, dispostos horizontalmente sobre uma grade para não deformarem – pode ser aquela do varal montável de chão. Para evitar as marcas da grade nas roupas, deite-as sobre uma toalha felpuda. Evite secar peças coloridas ao sol, já que podem desbotar. Especialmente no frio, mesmo depois de centrifugadas, as roupas demoram a secar e ficam com um cheiro ruim que exige nova lavagem. Para evitar isso, ao tirá-las da máquina, envolva as peças numa toalha e aperte suavemente para eliminar o excesso de umidade.