Mulher publica foto relatando agressões e é culpabilizada no Facebook

"Gente, pelo amor de Deus, entendam que ninguém escolhe passar por isso, ninguém se sujeita a isso", publicou Jackeline Mota.

Com o rosto ensanguentado e o nariz visivelmente inchado, a paulista Jackeline Mota resolveu ir às redes sociais para fazer uma denúncia. “Cansei de me calar, estou aqui na UBS pra quem quiser ver, meu ex marido acaba de quebrar meu nariz, porque eu arrumei um namorado”, diz ela no post. Segundo Jackeline, a agressão aconteceu em frente aos filhos do casal.

A publicação foi feita na última segunda-feira (9) e conta com milhares de reações. Com a repercussão, Jackeline fez um novo post desabafando a respeito das agressões que suportou ao longo do casamento de 11 anos. “Apanhei quieta, por medo, durante anos”.

Em outros posts, ela passou a fazer relatos sobre a condição em que se encontra, informando que passa bem. “Acabo de ser liberada. Sofri uma fratura no nariz, realmente, mas não será necessário intervenção cirúrgica, graças a Deus”, publicou na última terça-feira (10).

Em meio às muitas mensagens de apoio e solidariedade, também há comentários que a culpabilizam. Mesmo vendo a foto chocante de Jackeline, algumas pessoas resolveram dar pitaco e destilar falta de sensibilidade. Frente aos ataques, uma amiga chegou a comentar que boletins de ocorrência foram feitos mais de uma vez.

Depois disso, Jackeline fez um apelo, reafirmando que nenhuma mulher apanha porque quer: “Gente, pelo amor de Deus, entendam que ninguém escolhe passar por isso, ninguém se sujeita a isso. Antes de viver esse inferno, eu pensava igual a vocês que estão fazendo esses comentários infelizes, mas aprendi que só podemos julgar ou falar sobre uma situação depois que passamos pela mesma. Vcs acham que eu gostava de apanhar? Vcs acham que eu era feliz sendo traída e ofendida com os piores nomes possíveis? E o pior, ver meus filhos presenciando tudo isto?”.

Por fim, ela deixou uma mensagem às mulheres que sofrem violência dentro de casa. “Mulheres não se calem, não tenham medo. Se o medo for da morte, entendam que vocês que vivem uma situação destas dentro de casa estão com a alma morta em um corpo que apenas existe, não vive”.

De acordo com o G1, o ex-marido de Jackeline se chama Carlos Henrique Evangelista de Oliveira e é assessor de um vereador da cidade. Não há informações sobre as medidas legais que estão sendo tomadas em relação às denúncias.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s