No ‘Altas Horas’, menino mostra que não há nada de errado em ter duas mães (ou dois pais)

O carioca André Lodi, de 14 anos, foi sabatinado pela plateia do programa.

Neste sábado (2), o Altas Horas, da Globo, repercutiu nas redes sociais ao trazer para a pauta a união homoafetiva. Durante o programa, a plateia e o apresentador, Serginho Groismann, entrevistaram o carioca André Lodi, de 14 anos, que é filho de duas mulheres homossexuais.

No final da sabatina, um rapaz, Bruno, perguntou a André: “Quando você descobriu que tinha duas mães foi um choque ou você aceitou numa boa?”. O entrevistado respondeu: “Eu não descobri, eu sempre tive duas mães. Eu não era de outra família e cheguei numa família nova”. Bruno insistiu. “Mas quando você percebeu realmente que tinha duas mães?”.

Nesse ponto, André resolveu mudar a abordagem da resposta. “Como é formado o seu núcleo familiar?”, questionou. “Normal, uma mãe e um pai”. A plateia reagiu com risadas e surpresa. “Então, você está dizendo que a minha família não é normal?”, rebateu Lodi. “Não, desculpa. É que eu vejo, hoje, normal uma mãe e um pai. Não que eu tenha algum preconceito, porque eu não tenho”, justificou o garoto. André Lodi finalizou a discussão perguntando a Bruno: “Quando você percebeu que tinha um pai e uma mãe?”. Os espectadores aplaudiram e o rapaz ficou em silêncio.

Serginho Groismann, que normalmente fecha a discussão com um discurso, desta vez só agradeceu a presença do convidado.

Repercussão

Na internet, muitos disseram que André foi grosso com o menino da plateia. Mas o garoto se defendeu, neste domingo, dizendo que não foi sua intenção ofender ninguém.

 

//platform.twitter.com/widgets.js

 

//platform.twitter.com/widgets.js

//platform.twitter.com/widgets.js

//platform.twitter.com/widgets.js

//platform.twitter.com/widgets.js