Por que eu não consigo engravidar?

Da ansiedade à endometriose (incluindo infertilidade do marido), os obstáculos são muitos. Mas eles podem ser contornados. Veja como ser mãe!

Tente relaxar: Curta os momentos mais íntimos com seu parceiro sem medo
Foto: Getty Images

A psicóloga Inez Oca-nã De Luca sempre sonhou em adotar uma criança. Mas imaginava que ela viria depois do filho biológico. Seis anos se passaram, porém, e a gravidez não ocorreu, apesar da ausência de problemas físicos do casal. Como ela não queria fazer o tratamento com hormônios, resolveu, então, mudar os planos e adotou André, que chegou à sua casa com 3 dias de vida. “Nós passamos por todo o processo de fraldas, mamadeiras, dores de barriga e, com o tempo completamente ocupado, eu não pensava mais em engravidar. Sentia-me feliz e completa. Aí, o subconsciente relaxou, e cinco meses depois, o Rafael crescia em minha barriga, para completar a família.”

Essa história é bastante comum e os pais sempre se perguntam por que não conseguiram engravidar antes. Inez relata as principais barreiras emocionais e, com a ajuda de especialistas, nós acrescentamos também os problemas físicos.

Fatores emocionais

Ansiedade: Quanto mais deseja a gravidez, mais a mulher pensa a respeito e cada vez com menos objetividade. A ansiedade sobe.

Traumas de infância: Abandono, maus-tratos e outras situações traumáticas enfrentadas na infância podem gerar insegurança com relação à ideia de assumir o papel de mãe.

Medos variados: Do parto, da dor, de a criança nascer com algum problema de saúde, de não dar conta de suas necessidades, de ter problemas no trabalho, de o corpo mudar, de prejudicar o relacionamento com o parceiro, dos problemas do mundo como as drogas e a violência.

Culpa: Quem recusou a maternidade durante um tempo (e aqui incluem-se os abortos) tende a achar, mesmo que inconscientemente, que não merece engravidar.

Como contornar?

Tente relaxar: Curta os momentos mais íntimos com seu parceiro sem medo. Se tiver crianças na família, ofereça-se para cuidar delas. Ou experimente um trabalho voluntário.

Ocupe a cabeça: Dedicar-se a outras atividades funciona melhor do que se imagina. Nessas horas, o trabalho costuma ser uma ótima válvula de escape. Invista nele, produza, sinta-se útil e deixe a natureza fazer sua parte.

Procure suporte psicológico:

Ele identifica os bloqueios que nós mesmas colocamos para a realização de nossos sonhos e ajuda a reprogramá-los. Vale testar.

Principais problemas físicos

Síndrome dos ovários policísticos: Responsável pela infertilidade de três em cada quatro mulheres, causa cólicas, irregularidade na menstruação, acne, pele oleosa e obesidade.

Endometriose: Provoca dores durante a relação sexual e causa dificuldade de urinar.

Mioma: Tumor benigno que se forma no útero, costuma aparecer em mulheres com idade entre 30 e 40 anos.

Infertilidade do marido: Caxumba, doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis e gonorreia, e varicocele (varizes na região dos testículos) também podem impedir a fecundação.

Tratamentos disponíveis

Medicamentos ou cirurgia: Eles são indicados pelo médico para reverter os problemas descritos anteriormente. E também há remédios para estimular a ovulação, que podem facilitar a gravidez.

Inseminação intrauterina: Colhe-se o esperma do parceiro e este é injetado diretamente no útero da futura mamãe, dentro dos óvulos estimulados por medicamentos.

Fertilização in vitro: O especialista coleta os óvulos da futura mamãe e a fertilização com o esperma ocorre em laboratório. Então, os embriões são colocados no útero.
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s