Sua filha adolescente está grávida. E agora?

Uma notícia dessas provoca um impacto muito grande em toda a família. Saiba como agir

Marque um dia para conversar com sua filha, se possível, com o pai do bebê junto
Foto: Getty Images

Um dia, sua filha adolescente conta que está grávida. Passado o choque inicial, você terá que falar com seu marido para, juntos, ajudarem sua menina a se preparar para ser mãe. Apesar da reviravolta na vida da família, um bebê sempre renova a alegria de um lar. E o mesmo deve valer se é seu filho que será pai antes da hora. Reunimos, aqui, orientações valiosas para você enfrentar esse momento com serenidade.

 

Como apoiar sua menina

“Não adianta dar bronca. Já aconteceu. Agora é acolher, dar apoio e chamar o pai do bebê para planejar como será dali para frente”, orienta Marina Vasconcellos, psicóloga e especialista em terapia de casais e família pela Unifesp. Veja como conscientizá-los das novas responsabilidades.

· Aceite a realidade, pois você está envolvida até o pescoço nessa situação. É que, infelizmente, não há como não se comprometer. Mas enxergue a notícia do bebê como o início de uma nova etapa em que você terá de dividir as obrigações com sua filha, porque ela não tem idade para assumir tudo sozinha.

· Marque um dia para conversar, se possível, com o pai da criança junto. Fale sobre o que deve mudar na vida deles e peça para que reflitam com os pés no chão. Fazer com que se sintam culpados não levará a nada. O mais construtivo é olhar para o futuro. E agir.

· Aproveite o tempo da gravidez para ajudar sua filha a se acostumar com as obrigações que assumirá quando se tornar mãe. Há algum bebê na família? Peça para cuidar dele durante algumas horas da semana e ensine sua filha a dar banho, trocar fralda, colocar pra dormir… Incentive-a a ler sites e revistas especializados.

· Alguns casais adolescentes que engravidam ficam empolgados para casar ou morar junto. “Não estimule isso. As chances de dar errado são enormes”, avisa a psicóloga. O pai deve estar por perto e ajudar na criação do filho, mas eles não têm maturidade para se bancar.

· Procure, na sua região, um grupo de apoio a adolescentes gestantes. “Sua filha terá uma boa chance de se sentir compreendida e também de aprender mais sobre a maternidade”, diz Marina.

· Depois Do nascimento do bebê, talvez sua filha acabe perdendo um ano de escola. Passado esse tempo, incentive-a a voltar a estudar. Se a mãe do namorado dela tiver um bom relacionamento com a sua família, pode ajudar a olhar a criança também.

Conselhos para o seu marido

O impacto da notícia da gravidez mexe com todo mundo na família. Em alguns lares, o pai da moça fica tão decepcionado que quer até expulsar a filha de casa. Se você está vivendo esse problema, diga para seu companheiro que a menina também é filha dele, e que não dá para lavar as mãos. Uma boa ideia é pedir para algum parente ou amigo de confiança de seu marido dar alguns conselhos a ele. Uma pessoa mais distante da situação pode ajudá-lo a enxergar o fato com outros olhos.