Tati Quebra Barraco desabafa sobre morte do filho de 19 anos

"A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A PM matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar", escreveu a cantora.

Na madrugada deste domingo, 11, Yuri Lourenço da Silva – filho da cantora Tati Quebra Barraco – foi morto em uma operação da polícia na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. Segundo o jornal O Globo, ele foi baleado no rosto pouco depois da 1h. A cantora usou o Twitter para falar sobre o ocorrido: “A PM tirou um pedaço de mim que jamais será preenchido. A PM matou o meu filho. Essa dor nunca irá se cicatrizar”.

Posteriormente, a artista publicou um relato no Facebook sobre a perda de Yuri, de apenas 19 anos, e contou que estava fazendo uma apresentação quando foi informada sobre o que tinha acontecido. “Como deve ser pra você receber uma mensagem, ligação em meio ao show dizendo que seu filho está morto? Não queria passar nunca pelo o que estou passando. Não queria sentir nunca o que estou sentindo. Eu não pude parar o que dei início. Tinha fãs, públicos (SIC), o fotógrafo da casa, tinha um contrato assinado. Então tive que terminar o show da boate Eleganza com um sorriso no rosto sem que ninguém percebesse”, escreveu Tati.

Na mensagem, ela faz um balanço dos últimos acontecimentos e também questiona a sua conduta como mãe: “Em que eu errei? Em que não fui rude? O que eu deixei faltar? Você e seus irmãos sabem o que eu fiz e venho fazendo pra dar o melhor pra vocês”. A cantora disse que somente Deus será capaz de preencher o vazio que ela está sentindo e finaliza deixando uma mensagem para o filho que faleceu. “Sem palavras, Yuri. Mãe vai te amar para sempre. Agora temos a Pérola para educar, melhorar o que não fui capaz de fazer por você. Me desculpe se fui uma péssima mãe ou se ensinei da maneira errada. Eu só queria o seu melhor”, afirmou na rede social.

Confira o relato de Tati Quebra Barraco na íntegra:

ATUALIZAÇÃO

Às 19h deste domingo, 11, foi publicada uma nota oficial na página do Facebook de Tati Quebra Barraco. A mensagem falou sobre os comentários de ódio que a artista tem recebido nas redes sociais: “Repudiamos o desrespeito à tragédia que é qualquer mãe ter que enterrar um filho. Agradecemos ao apoio de amigos e fãs nesse momento tão difícil. Estamos recebendo milhares de mensagens que estão ajudando confortar a família”.

No comunicado, a equipe da cantora ainda ressaltou que quer que a situação seja esclarecida: “Esperamos que a verdade – sobre uma suposta troca de tiros que nunca ocorreu – chegue à tona e que os responsáveis por registrarem/divulgarem fotos indevidas/desrespeitosas em um momento como esse sejam punidos. Nos apoiamos nessa esperança e na fé para consolar o coração dos familiares de Yuri, que pedem privacidade nesse momento de luto”.

Confira a nota oficial na íntegra: