10 vezes que queríamos que Leo DiCaprio tivesse ganhado o Oscar

A Academia vacilando com Leo desde Titanic.

Desde Titanic esperamos ansiosamente para que Leonardo DiCaprio ganhe seu primeiro Oscar. Mesmo que ele nem tenha sido indicado por esse filme (e por tantos outros). Na esperança de que 2016 vá virar esse jogo, relembre os papéis memoráveis do ator que deveriam ter rendido, no mínimo, a indicação:

1. 1994

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador (1993)

No auge de seus 19 anos, Leonardo DiCaprio recebeu a primeira indicação como Melhor Ator Coadjuvante pelo impressionante papel de Arnie Grape, um garoto autista do interior dos Estados Unidos. No longa o ator Johnny Depp faz as vezes de irmão mais velho de Arnie – e nós ganhamos uma visão do jovem Depp após Edward Mãos de Tesoura (1990). Pela pouca idade que tinha, DiCaprio realmente está de parabéns pela atuação.

  • Ganhador do ano: Tommy Lee por O Fugitivo

2. 1998

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

“Eu vou esperar aqui mesmo”

Titanic (1997)

Titanic (1997) ganhou 11 prêmios da Academia e tinha a maior bilheteria até o lançamento de Avatar do diretor James Cameron. E nem a bela Kate Winslet recebeu a estatueta por sua atuação! Mas todos lembramos do eterno Jack <3.

  • Ganhador do ano: Jack Nicholson por Melhor É Impossível

2. 2003

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

“Obra prima épica”

Prenda-me Se For Capaz e Gangues de Nova Iorque (2002)

Que ano para Leo! Os dois longas são igualmente incríveis e Gangues de Nova Iorque é considerado um clássico para muita gente – e somente isso deveria bastar para premiar o ator com a estatueta dourada -, principalmente por ter sido recebido com 89% de aprovação pelo público. Mas não rendeu nem uma menção honrosa e ainda saiu como o grande perdedor da 75ª edição. Aquele foi o ano de Senhor dos Anéis, Halle Berry (foi a primeira mulher negra a conquistar o prêmio) e Denzel Washington.

  • Ganhador do Ano como Melhor Ator: Adrien Brody por O Pianista
  • Ganhador do Ano como Melhor Ator Coadjuvante: Chris Cooper por Adaptação

3. 2005

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

O Aviador (2004)

Em 2005 o Oscar estava com grandes nomes concorrendo às mesmas categorias de O Aviador: tinha Menina de Ouro, de Clint Eastwood e Ray, de Taylor Hackford (e com Jamie Foxx como protagonista brilhante). O longa de Martin Scorcese ganhou nas categorias de Direção de Arte, Fotografia, Figurino e Edição, mas nada de ver DiCaprio subindo no palco não – e nem sua companheira de Titanic, Kate Winslet, diga-se de passagem.

  • Ganhador do ano: Jamie Foxx por Ray

4. 2007

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

Diamante de Sangue e Os Infiltrados (2006)

Os Infiltrados de Martin Scorcese ganhou o Oscar de Melhor Filme, o que conta pelo menos um pouquinho, porém, ainda não garantiria o prêmio para Leonardo DiCaprio. Tudo parecia caminhar para a coroação com Diamante de Sangue e não rolou mais uma vez. Ainda bem que Kate também estava lá para consolar seu migo Leo.

  • Ganhador do ano como Melhor Ator: Forest Whitaker por O Último Rei da Escócia
  • Ganhador do ano como Melhor Ator Coadjuvante: Alan Arkin por Pequena Miss Sunshine

5. 2011

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

Ilha do Medo (2010)

O genial filme de suspense do diretor Martin Scorcese, o grande parceiro de DiCaprio, nem entrou na lista de indicações do ano. Tudo bem que a competição estava bem acirrada – 2011 era o ano de Biutiful, O Discurso do Rei, 127 Horas, A Rede Social e Bravura Indômita -, mas nem o roteiro figurou nas categorias. Foi o mesmo ano de A Origem, que saiu premiada como Melhor Fotografia e Efeitos Visuais.

  • Ganhador do ano: Colin Firth por O Discurso do Rei

6. 2012

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

J. Edgar (2011)

Entre os críticos de cinema não faltaram elogios à atuação de DiCaprio no filme de Clint Eastwood sobre o diretor do FBI J. Edgar Hoover. O problema estava em todo o resto, como apontaram na época, e isso deixou o longa fora dos concorrentes. O grande DiCaprio poderia ter pelo menos ganhado uma indicação, né?

  • Ganhador do ano: Jean Dujardim por O Artista

7. 2013

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

“Eu insisto”

Django Livre (2012)

O brilhante filme do diretor Quentin Tarantino teve 5 indicações e levou duas delas para casa. De fato seria difícil bater um concorrente do mesmo trabalho como Christoph Waltzwink

  • Ganhador do ano como Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz por Django Livre

8. 2014

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

O Grande Gatsby e o Lobo de Wall Street (2013)

O retrato do “lobo de Wall Street” Jordan Belfort ganhou vida e comicidade na atuação brilhante de DiCaprio. Uma vida de vícios, dinheiros e loucuras também trouxe ao filme cinco indicações, infelizmente sem ganhar nenhuma. E Leo perdeu para o também companheiro de elenco Matthew McConaughey, que interpretou um cowboy soropositivo que lutou para legalizar a venda de medicamentos nos Estados Unidos. #treta

Já O Grande Gatsby nos encantou com a bela fotografia, o figurino e maquiagem (premiados) e também o personagem romântico que, mais uma vez, nos apaixonou. Por mais maluco que fosse!

  • Ganhador do ano: Matthew McConaughey por Clube de Compras Dallas

9. 2016

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

O Regresso (2015)

A grande promessa do ano e da carreira de Leonardo DiCaprio assinada pelo diretor que também é aposta Alejandro González Iñárritu. Aliás, o currículo dele é de invejar: Birdman, Biutiful, Babel e 21 Gramas fazem parte das conquistas de Iñárritu. Tanto é que DiCaprio fez questão de homenageá-lo em seu discurso no Globo de Ouro, quando conquistou o prêmio de Melhor Ator. E pode ser que esse ano seja o ano: O Regresso recebeu 12 indicações, incluindo as categorias de Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Diretor Melhor Filme. O jeito é esperar até dia 28/02/2016 mesmo e ficar na torcida!

Reprodução/Giphy Reprodução/Giphy

Reprodução/Giphy (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s