15 filmes e séries na Netflix com mulheres interessantes como você

Aproveite a lista para fazer uma maratona de títulos com essas lindas!

Por um acaso você e suas amigas só falam sobre homens? Provavelmente não. As vidas das mulheres são repletas de coisas mais importantes do que os rapazes – amigas, família, carreira, comida, política, a paz mundial, enfim. Então por que será que nas séries e filmes, quando há mulheres, elas só conversam sobre… homens? Pode reparar!

 

Os filmes que mostram mulheres como as pessoas múltiplas e interessantes que somos são minorias, então vamos valorizá-los? Seguimos as regras do teste de Bechdel e selecionamos filmes e séries da Netflix que tenham pelo menos duas personagens mulheres; que essas personagens conversem entre si; e que o assunto não seja um homem. 

 

Que tal passar seu fim de semana no sofá em companhia dessas mulheres interessantíssimas como você?

 

Toy Story 3

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

No terceiro filme dessa franquia da Pixar, uma cena específica chama atenção: o momento em que, abandonada por sua dona, a Barbie recebe consolo da Sra. Cabeça de Batata e da Jessie, nossa cowgirl preferida. heart

Os Excêntricos Tenenbaums

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

No (realmente excêntrico) filme de Wes Anderson, a misteriosa Margot (Gwyneth Paltrow) tem segredos que nunca revela. Em um determinado momento, ela conversa com a mãe, Etheline (Anjelica Houston), sobre a possibilidade de parar de fumar, entre outras coisas.

Pequena Miss Sunshine

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Em uma das cenas dessa comédia maravilhosa, a personagem principal, Olive (Abigail Breslin) pergunta a uma de suas competidoras no concurso de beleza: “Você toma sorvete?”. O diálogo, além de mostrar o porquê de o filme passar no Teste de Bechdel, mostra também um pouco do caráter da personagem. Em meio ao (gigantesco) drama de seus familiares, ela passa tranquilona pela pré-adolescência.

Millenium (todos)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Quando se trata da protagonista Lisbeth Salander, não é preciso muita explicação para que fique claro o porquê desses filmes serem importantes. Ela é, afinal de contas, uma hacker cuja vida complexa requer reações complexas – que comprovam, a cada cena, o quanto ela é poderosa.

Kill Bill: Vol. 1

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Uma conversa entre a Noiva (Uma Thurman) e Vernita Green (Vivica Fox) enquanto bebem café é essencial para a presença do filme nessa lista. Muito além desse momento, não há dúvida: Kill Bill está cheio de mulheres poderosas.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Apesar de quietinha, Amélie conversa bastante com suas colegas de trabalho, no Café des Deux Moulins – geralmente, tentando ajudar suas vidas.

O Mágico de Oz

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Esse clássico da infância é também um dos maiores clássicos da história do cinema. Aqui, entre Dorothy (Judy Garland), Glinda, a Bruxa Boa do Sul (Billie Burke) e a Bruxa Malvada do Oeste (Margaret Hamilton), há obviamente vários diálogos que nada têm a ver com homens.

Se Meu Apartamento Falasse

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

No filme de 1960, a protagonista Fran (Shirley Maclaine) conversa em um momento com a vizinha, Sra. Dreyfus, sobre os benefícios de uma sopinha à saúde. Dirigido por Billy Wider, Se Meu Apartamento Falasse ganhou o Oscar de Melhor Filme em 1961.

Scandal

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Olivia Pope (Kerry Washington) está por trás da boa imagem de vários políticos. Ex-consultora de comunicações da Casa Branca, ela resolve abrir uma empresa própria quando percebe que corrigir os erros com que lida em sua carreira é beeeem mais fácil do que fazer o mesmo com seus próprios deslizes.

How to Get Away with Murder

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

A poderosa professora universitária Annalise Keating (representada pela MARAVILHOSA Viola Davis) dá aula de Direito Penal, que ela chama de, justamente, “How to Get Away with Murder”, ou “Como se safar depois de um assassinato”. Com a ajuda de um grupo de alunos, ela também atua como advogada de defesa.

Revenge

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Depois de uma infância conturbada, Amanda Clarke (Emily VanCamp) se transforma em Emily Thorne. Depois de completar a maioridade, ela descobre quem arruinou sua família e resolve se vingar.

The Good Wife

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Com a prisão de seu marido, Alicia (Julianna Margulies) têm de passar de dona de casa a advogada para sustentar os filhos. Na firma de um amigo da faculdade, ela vai ter que se destacar para competir com professionais mais jovens.

Gilmore Girls

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Lorelai Gilmore (Lauren Graham) e sua filha, Rory (Alexis Bledel), não têm nada de extraordinário em suas vidas. Apesar de envolvidas em alguns romances ao longo das 7 temporadas da série, as duas têm diálogos (rapidíssimos, diga-se de passagem) que envolvem de tudo – mas, passando de carreira a família são sempre permeadas de ótimas referências culturais. Muito antes do feminismo “entrar na moda”, as Gilmore já davam aula de poder das mulheres

Orange is the New Black

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Apesar de ter como protagonista “oficial” a nova-iorquinha Piper Chapman, a série conta a história de um bocado de mulheres in-crí-veis. Desde Sophia Burset, representada pela atriz trans Laverne Cox, até Crazy Eyes, representada por Uzo Aduba, o espectro de personagens garante que histórias de vida dos mais diferentes tipos ganham espaço aqui – fazendo dos diálogos trocas interessantes sobre a vida.

 

☆ Descubra o significado de MARTE no seu Mapa Astral ☆