Músicas brasileiras que fizeram sucesso como trilhas de novelas

Atenção: esta matéria pode trazer doses de nostalgia.

Se tem uma coisa que a gente gosta, essa coisa é novela, não é mesmo? E é praticamente impossível esquecer daquela música incrível que foi tema da abertura de uma trama marcante ou mesmo de um casal querido das telinhas. Que tal relembrar algumas vezes em que músicas brasileiras fizeram sucesso nos folhetins – e nós adoramos?

1. Pecado Capital, de Paulinho da Viola, foi tema de abertura da primeira versão da novela Pecado Capital (1975), de Janete Clair.

‘DINHEIRO NA MÃO É VENDAVAL… É VENDAVAL!’

2. Modinha Para Gabriela, de Gal Gosta, foi tema de abertura da versão original da novela Gabriela, de 1975, escrita por Walter George Durst.

‘EU NASCI ASSIM, EU CRESCI ASSIM E SOU MESMO ASSIM… GABRIELA!’

3. Dancin’ Days, interpretada pela Frenéticas, fez todo mundo dançar ao ser tema de abertura da novela homônima, escrita por Gilberto Braga, em 1978.

‘A GENTE ÀS VEZES SENTE, SOFRE, DANÇA, SEM QUERER DANÇAR!’

4. Dona, do Roupa Nova, foi o tema da Viúva Porcina (Regina Duarte), na novela Roque Santeiro (1985), de Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Em 2014, a mesma música foi usada em Império, de Aguinaldo Silva, como tema da personagem Maria Marta (Lilia Cabral).

‘NÃO LEVANTO, NÃO ME ESCONDO, PORQUE SEI QUE ÉS MINHA DONA!’

5. Brasil, da Gal Costa, foi tema de abertura da novela Vale Tudo (1988), escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères.

‘BRASIL, MOSTRA TUA CARA, QUERO VER QUEM PAGA PRA GENTE FICAR ASSIM!’

6. Tieta, de Luiz Caldas, foi tema de abertura da novela homônima de 1989, escrita por Aguinaldo Silva, Ana Maria Moretzsohn e Ricardo Linhares.

‘VEM MEU AMOR, VEM COM CALOR, NO MEU CORPO ENROSCAR… VEM MINHA FLOR, VEM SEM PUDOR, NOS SEUS BRAÇOS ME MATAR!’

7. Admirável Gado Novo, do Zé Ramalho, foi tema do núcleo dos Sem-Terra, em O Rei do Gado (1996), novela escrita por Benedito Ruy Barbosa.

‘Ê Ô Ô, VIDA DE GADO… POVO MARCADO E POVO FELIZ!’

8. Palpite, de Vanessa Rangel, foi o tema de Milena (Carolina Ferraz) e Nando (Eduardo Moscovis), em Por Amor (1997), escrita por Manoel Carlos.

‘TÔ COM SAUDADES DE VOCÊ DEBAIXO DO MEU COBERTOR, DE TE ARRANCAR SUSPIROS, FAZER AMOR!’ 

9. Jura, do Zeca Pagodinho, foi o tema de abertura da novela O Cravo e a Rosa (2000), escrita por Walcyr Carrasco e Mário Teixeira.

‘JURA, JURA, JURA PELO SENHOR, JURA, PELA IMAGEM DA SANTA CRUZ DO REDENTOR, PRA TER VALOR A TUA JURA!’

10. Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim, de Ivete Sangalo, foi o tema de Maria João (Viviane Pasmanter) e Baldochi (Humberto Martins), em Uga Uga (2000), novela escrita por Carlos Lombardi.

‘SE EU NÃO TE AMASSE TANTO ASSIM, TALVEZ PERDESSE OS SONHOS DENTRO DE MIM, E VIVESSE NA ESCURIDÃO!’

11. A Miragem, de Marcus Viana, foi o tema de Jade (Giovanna Antonelli) e Lucas (Murilo Benício), em O Clone (2001), novela de Glória Perez.

‘SOMENTE POR AMOR, A GENTE PÕE A MÃO NO FOGO DA PAIXÃO!’

12. Velha Infância, dos Tribalistas, foi o tema de Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erik Marmo), em Mulheres Apaixonadas (2003), novela de autoria de Manoel Carlos.

‘EU GOSTO DE VOCÊ E GOSTO DE FICAR COM VOCÊ, MEU RISO É TÃO FELIZ CONTIGO, O MEU MELHOR AMIGO É O MEU AMOR!’

13. Amor Maior, do Jota Quest, foi o tema de Luciana (Camila Pitanga) e Diogo (Rodrigo Santoro), em Mulheres Apaixonadas (2003).

‘PRA SABER SE É AMOR, SE É AMOR… QUERO UM AMOR MAIOR, UM AMOR MAIOR QUE EU!’

14. Amor e sexo, da Rita Lee, foi o tema de Darlene (Deborah Secco) e Vladimir (Marcelo Faria), em Celebridade (2003), novela de Gilberto Braga.

‘AMOR É DIVINO, SEXO É ANIMAL… AMOR É BOSSA NOVA, SEXO É CARNAVAL!’

15. Você Não Vale Nada, do grupo Calcinha Preta, foi o tema da fogosa Norminha (Dira Paes), em Caminho das Índias (2009), de Glória Perez.

‘VOCÊ NÃO VALE NADA, MAS EU GOSTO DE VOCÊ!’

16. Vem Dançar Com Tudo, do Robson Moura e Lino Krizz, conquistou o público ao ser tema de abertura da novela Avenida Brasil (2012), de João Emanuel Carneiro.

‘OI, OI, OI, OI, OI, OI, OI, VEM PRA QUEBRAR COM TUDO, VAMOS DANÇAR COM TUDO!’

17. ​Uma versão instrumental da clássica Wave, de Tom Jobim, foi tema de abertura da novela Páginas da Vida (2006), de Manoel Carlos.

‘FUNDAMENTAL É MESMO O AMOR, É IMPOSSÍVEL SER FELIZ SOZINHO’

18. Sua Estupidez, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, marcou o remake de O Rebu (2014), escrito por George Moura e Sérgio Goldenberg, a partir de uma emocionada apresentação de Duda, personagem de Sophie Charlotte no folhetim.

‘MEU BEM, MEU BEM, VOCÊ TEM QUE ACREDITAR EM MIM… NINGUÉM PODE DESTRUIR ASSIM UM GRANDE AMOR!’