27 coisas que seriam diferentes se “Totalmente Demais” fosse um filme de Hollywood

Uma heroína batuta e uma turminha da moda do barulho numa trama repleta de emoção e magia. Não perca!

“Totalmente Demais” é a melhor novela em exibição atualmente. E não é exagero – os elevados números não deixam mentir e é trama como maior audiência desde o fenômeno “Cheias de Charme (2012)”. Ela reúne tudo o que se espera de um folhetim: boa história, humor e, principalmente, uma mocinha carismática, algo bastante em falta ultimamente. Por tudo isso, a gente acredita que a novela merecia uma versão cinematográfica. Ué, por que não?

. .

. (/)

Olha só como seria!

1. Eliza (Marina Ruy Barbosa) poderia ser interpretada por Emma Stone ou pela atriz iniciante Katherine McNamara (sério, ela é A CARA da Mari Ruy Barbosa).

2. O nome do filme no Brasil seria “Totally Awesome: Totalmente Demais”.

3. O mundo da moda, claro, continua como pano de fundo, mas a história se passa em Nova York.

4. Sarah Jessica Parker interpretaria Carolina (Juliana Paes), que no filme se chamaria Miranda.

5. Ela seria dona de uma cobertura no Upper East Side. No seu closet, somente Prada, Saint Laurent e Chanel.

6. Miranda seria melhor amiga de Kim Kardashian, que faria uma participação especial no longa.

7. O “mocinho” Arthur (Fábio Assunção) fica nas mãos de Bradley Cooper.

8. E Dino (Paulo Rocha), o asqueroso vilão da trama e padrasto mau, seria interpretado por Ben Affleck

Getty Images Getty Images

Getty Images (/)

A atriz Katherine Mcnamara que daria vida à Eliza no filme.

9. Zack Efron daria vida ao Jonatas (Felipe Simas) e teria o nome de John. 

10. O “esconderijo” dele ficaria embaixo da Estátua da Liberdade.

11. Marina Ruy Barbosa seria a dubladora de Eliza e Juliana Paes dublaria Miranda.

12. Eliza continuaria se chamando Eliza e venderia suas flores no Brooklyn.

13. Ela foge de Louisiana numa road trip emocionante e cheia de perigos e surpresas.

14. A novela seria transformada em um filme-musical, uma coisa meio “Glee” encontra “Moulin Rouge: O Amor em Vermelho”.

15. O núcleo da família de Dorinha (Samantha Schmutz) seria mantido e inspirado no seriado “Eu, a Patroa e as Crianças”.

16. “Let It Go”, de “Frozen”, estaria na trilha-sonora do longa e começaria a tocar quando Eliza chegasse em Nova York.

17. O filme teria uma versão em 3D.

18. O concurso Totalmente D+ iria valorizar todos os tipos de mulheres. E o prêmio aumentaria para 1 milhão de dólares – em barras de ouro (que valem mais do que dinheiro).

19. Megan Trainor seria uma das candidatas do concurso. A divertida Cassandra (Juliana Paiva) ficaria nas mãos de Zendaya.

Leia Mais: 47 coisas que seriam diferentes se “O Diabo Veste Prada” fosse gravado hoje

20. A história de Lili (Vivianne Pasmanter) continua intacta: mãe sofredora que acredita ter perdido a filha.

21. Germano (Humberto Martins) é cortado do filme por motivos financeiros: os produtores do filme não teriam dinheiro para bancar mais um ator.9

22. E como Hollywood ama uma boa reviravolta, a volta de Sofia (Priscila Steinman) também é mantida. 

23. No fim, Eliza não termina nem com Arthur nem com John. Ela percebe que não precisa nesse momento de sua vida de nenhum homem. E decide “apenas” se focar na carreira de modelo. 

24. O filme termina com ela andando de bicicleta e sorrindo após ver seu rosto estampado na principal revista dos Estados Unidos.

25. Depois dos créditos uma surpresa: o filme avança cinco anos no tempo e mostra Eliza como uma bem-sucedida empresária.

26. Além de abrir sua própria startup de entrega de flores com o dinheiro do concurso, virou sócia de Miranda numa revista de moda online criada pelas duas. 

27. Elas são convidadas a estrelar a capa da Forbes. “Totalmente Demais: As Novas Imperatrizes da Moda” seria a manchete.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!