27 famosas que pediram socorro pelas queimadas preocupantes na Amazônia

Taís Araújo, Bruna Marquezine e Fernanda Paes Leme são três das celebridades que se manifestaram sobre os mais de 70 mil focos de fogo na Amazônia.

Na última segunda-feira (19), o assunto era apenas um nas redes sociais: o céu escurecido de São Paulo às 15h. O fenômeno inesperado ampliou um debate importantíssimo sobre o número absurdo de queimadas na Amazônia – isso porque o escurecimento tão cedo aconteceu possivelmente em decorrência delas, segundo dados do Climatempo. Frente a isso, o Instagram se tornou uma plataforma em que muitas famosas se posicionaram sobre o assunto. 

Entre elas, estão figuras como Taís Araújo, Fernanda Paes Leme e Giovanna Ewbank, que usaram fotos e vídeos para comentar o desastre ambiental: as queimadas que têm destruído a Amazônia são as maiores dos últimos cinco anos. De acordo com o Inpe – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, desde janeiro até 19 de agosto deste ano, houve um aumento de 83% das queimadas em relação ao mesmo intervalo em 2018 e isso contabiliza 72.843 focos até o momento. 

Além dos pedidos de mais preservação e menos descaso do governo de Jair Bolsonaro, Bruna Marquezine, por exemplo, pediu para que os seguidores assinassem a petição do Greenpeace para mostrar que os brasileiros não estão de acordo com a destruição da floresta e ocorra a continuidade da lei de iniciativa popular que está em debate no Congresso Nacional desde 2015, em busca do desmatamento zero. Para participar, clique aqui.

Veja outras famosas que usaram a rede social para apoiar a causa:

Taís Araújo

View this post on Instagram

É redonda, gira e está em chamas. Todos já vimos e lemos que a Amazônia está ardendo em chamas e que essa escuridão repentina em São Paulo pode estar relacionada com a pior queimada na região nos últimos cinco anos. De Rondônia chegam relatos de dias seguidos sem o azul do céu no horizonte. O curioso é que ontem mesmo eu, @leandraleal, @thainaduarteoficial e @caiapitanga falávamos sobre a importância da preservação e sobre o fato de as nossas atitudes diárias afetarem o futuro do nosso planeta. Nem sei mais se podemos falar em "futuro", uma vez que já estamos testemunhando as consequências do descuido de nossas ações e políticas públicas ou falta delas. Alguns moradores de São Paulo coletaram um pouco da água da chuva de ontem, pós escuridão, com aparência barrenta e cheiro de queimado. Fico pensando ainda sobre o que pode acontecer com quem está respirando esse ar, o tanto de doenças respiratórias que podem vir em consequência disso, pra começo de conversa… E então, deixa mesmo queimar lá na Amazônia? Não vai acontecer nada sério no mundo se explorarmos desenfreadamente essas matas? Ontem tivemos um pequeno exemplo de que não é bem assim. Já passou da hora de nos importarmos e salvarmos o que ainda nos resta do amanhã. Falar sobre isso é apenas o primeiro passo.

A post shared by Taís Araujo (@taisdeverdade) on

Fernanda Gentil

View this post on Instagram

Não tem “plano B” pra esse planeta, porque não tem “planeta B” pra gente. Só tem esse. Pra quem acha que “a queimada é lá longe”, lembre-se que o ar é aqui perto. Está em todos os lugares. É tudo o que a gente respira. Se o MUNDO está preocupado com a nossa Amazônia, não é possível que a gente esteja tranquilo – essa conta não fecha, e pior, uma hora ela chega. Você tem tido mais alergias? Problemas de pele? Asma? Tosse? O verão aí tá muito mais quente e o inverno nem tão frio? Na verdade, tem sido cada vez mais difícil separar as estações do ano? Pois é, essa é a conta chegando em doses cavalares. A natureza não é infinita, mas pode ter muito mais fôlego se a gente cuidar dela. E acho que nada mais justo do que retribuirmos com fôlego, quem nos faz respirar todos os dias, né? #PRAYFORAMAZONIA #ACTFORAMAZONIA #nãosufoquemosopulmaodomundo !!!!!!!!!

A post shared by Fernanda Gentil (@gentilfernanda) on

Camila Pitanga

Mariana Xavier

Madonna

Marina Moschen

View this post on Instagram

#repost @midianinja ・・・ #Repost @342amazonia: A situação é grave! A Amazônia está em chamas! As queimadas no Brasil aumentaram 82% em relação ao ano de 2018 (dados do Inpe). Esta é a maior alta e também o maior número de registros em 7 anos no país. Ontem no período da tarde a fumaça cobriu o céu de algumas cidades do Sudeste como consequência das queimadas no Centro-Oeste e Norte. Unidades de Conservação e Terras Indígenas também sofrem com as queimadas: são 32 e 36, respectivamente. Enquanto isso, o governo promove o maior desmonte de políticas ambientais da história do país, enfraquecendo órgãos de fiscalização, flexibilizando leis que permitem a exploração de reservas naturais e ainda desprezando o Fundo Amazônia, com mais de 288 milhões que eram destinados pela Alemanha e Noruega para preservação da Amazônia. #342amazonia #queimadas #amazonia #PrayforAmazonia #NinjaAmbiental

A post shared by Marina Moschen (@marinamoschen) on

Alinne Moraes

Bruna Marquezine

Alice Wegmann

View this post on Instagram

#SOSAMAZONIA

A post shared by Alice Wegmann (@alice.weg) on

Drica Moraes

Grazi Massafera

View this post on Instagram

@ritawainer

A post shared by Alice Wegmann (@alice.weg) on

Nathália Dill

Grazi Massafera

Bruna Linzmeyer

Leandra Leal

View this post on Instagram

#Repost @taisdeverdade ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ . . . ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ É redonda, gira e está em chamas. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Todos já vimos e lemos que a Amazônia está ardendo em chamas e que essa escuridão repentina em São Paulo pode estar relacionada com a pior queimada na região nos últimos cinco anos. De Rondônia chegam relatos de dias seguidos sem o azul do céu no horizonte. O curioso é que ontem mesmo eu, @leandraleal, @thainaduarteoficial e @caiapitanga falávamos sobre a importância da preservação e sobre o fato de as nossas atitudes diárias afetarem o futuro do nosso planeta. Nem sei mais se podemos falar em "futuro", uma vez que já estamos testemunhando as consequências do descuido de nossas ações e políticas públicas ou falta delas. Alguns moradores de São Paulo coletaram um pouco da água da chuva de ontem, pós escuridão, com aparência barrenta e cheiro de queimado. Fico pensando ainda sobre o que pode acontecer com quem está respirando esse ar, o tanto de doenças respiratórias que podem vir em consequência disso, pra começo de conversa… E então, deixa mesmo queimar lá na Amazônia? Não vai acontecer nada sério no mundo se explorarmos desenfreadamente essas matas? Ontem tivemos um pequeno exemplo de que não é bem assim. Já passou da hora de nos importarmos e salvarmos o que ainda nos resta do amanhã. Falar sobre isso é apenas o primeiro passo.

A post shared by Leandra Leal (@leandraleal) on

Giovanna Ewbank

View this post on Instagram

Diante das notícias sobre as queimadas e desmatamento da Amazônia, eu apenas não consigo acreditar no que está acontecendo! Que tristeza profunda…O ser humano está arruinando o seu próprio lar, destruindo outras espécies e não consegue entender que tudo isso destrói a nós mesmos??? Somos um todo, fazemos parte da NATUREZA, NÓS SOMOS A NATUREZA! O nosso maior desafio nos dias de hoje, é salvar o planeta da destruição. E isso exige mudanças no relacionamento dos seres humanos com a natureza! Não podemos destruir oq nos resta…precisamos cuidar e plantar vidas na terra antes que a Terra não tenha vida que plante! Dinheiro não compra nosso ar, dinheiro nao compra vida! VAMOS ACORDAR!!! 😢

A post shared by Giovanna Ewbank (@gio_ewbank) on

Ivete Sangalo

Alessandra Negrini

Tainá Muller

Patrícia Pillar

Fernanda Paes Leme

Mel Lisboa

Letícia Sabatella

Emanuelle Araújo

Daniela Mercury

View this post on Instagram

Hoje começa a semana do clima em Salvador. Vamos salvar nossa floresta amazônica. “A Semana do Clima e a voz jovem Repost @greenpeacebrasil O Brasil e os brasileiros têm um papel fundamental no enfrentamento da emergência climática: guardamos em nosso território a Amazônia, a maior floresta tropical do planeta, que age como um sistema protetor contra o aquecimento global. A floresta em pé armazena os gases que aceleram o aquecimento da Terra, fruto das ações humanas; mas quando cortada, essa quantidade gigantesca de gases é liberada de volta para a atmosfera. Diante do alerta do aquecimento global, uma voz se levanta na multidão: as crianças e os jovens do Brasil e do mundo. Eles pedem que façamos algo agora para reduzirmos os impactos que serão vividos principalmente por essa geração. Por isso, dedicamos o destaque da programação da Semana do Clima a uma das atividades, a oficina que tem como objetivo engajar mães, pais e adultos a apoiar crianças e jovens engajados e interessados em mudar o futuro climático do planeta: Oficina de Educação Climática 20 de agosto (terça-feira), das 19h às 21h Local: Biblioteca do Goethe-Institut Salvador-Bahia – Av. Sete de Setembro, 1809 – Vitória, Salvador – BA Realização: Engajamundo / Famílias pelo Clima Apoio: Goethe-Institut Salvador-Bahia e Instituto Alana #desmatamentonão #salveoplaneta #salveaflorestaamazonica #Brasil #amazonia #salvador #semanadoclimasalvador #danielamercury

A post shared by Daniela Mercury 👑 (@danielamercury) on

Rafa Brites

Cláudia Abreu

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆