50 anos de novelas – Capítulo 5

Algumas tramas apresentaram cenas que se tornaram clássicas na história da teledramaturgia brasileira

50 anos de novelas - Capítulo 5

Algumas tramas apresentaram cenas que se tornaram clássicas na história da teledramaturgia brasileira
Foto:Divulgação

Logo na estreia, em outubro passado, o remake de Guerra dos Sexos (Globo) apresentou em sua abertura a briga que marcou a versão original, exibida em 1983, em que os personagens Otávio (Paulo Autran) e Charlô (Fernanda Montenegro, 83 anos) se agridem durante um café da manhã atirando um no outro tudo o que está sobre a mesa. A cena é a que melhor representa a novela de Silvio de Abreu, 70, e entrou para a galeria de clássicos da teledramaturgia brasileira ao lado de outras ações inesquecíveis.

Nem sempre essas cenas memoráveis são responsáveis por momentos decisivos das tramas. Em Gabriela (Globo, 1975), por exemplo, o momento em que a personagem-título, interpretada por Sonia Braga, 62, sobe em um telhado para pegar uma pipa entrou para a memória da TV por representar toda a sensualidade de Gabriela em uma ação criativa e cheia de graça. A sequência mereceu um repeteco na versão exibida no ano passado, com Juliana Paes, 33, como protagonista.
50 anos de novelas - Capítulo 5

Juliana Paes na sequência clássica repetida na segunda versão de Gabriela
Foto: Divulgação

Saramandaia (Globo, 1976), escrita por Dias Gomes com fortes elementos do realismo fantástico, foi recheada de cenas marcantes ao longo da trama, como as formigas que habitavam o nariz do Coronel Zica Rosado (Castro Gonzaga) e o gran finale com João Gibão (Juca de Oliveira) liberando suas asas e voando sobre todos os personagens. Mas o momento até hoje lembrado por quem assistiu à trama é a explosão de Dona Redonda (Wilza Carla), gravada com um balão debaixo da roupa da atriz, que era inflado para dar o efeito desejado diante das câmeras.

50 anos de novelas - Capítulo 5

Carolina Dieckmann raspou a cabeça diante das câmeras em Laços de Família  e Wilza Carla teve um balão sob o vestido para a explosão de Dona Redonda em Saramandaia
Foto:Divulgação

Continuação da matéria.Brigas entre personagens também costumam render cenas inesquecíveis, como a de Maria Clara (Malu Mader, 46) e Laura (Cláudia Abreu, 42) em Celebridade (Globo, 2003), em que a primeira chega a arrancar um dente de sua inimiga, e a de Júlia (Sonia Braga) e Yolanda (Joana Fomm, 72) no fim de Dancin’Days (Globo, 1978), que precede a reconciliação das duas irmãs. Joana, aliás, também protagonizou outra sequência clássica de atrito fraternal em Tieta (Globo, 1989), quando sua Perpétua tem a peruca arrancada pela personagem-título, interpretada por Betty Faria, 71, e sua careca revelada. Nesse caso, a maquiagem foi a responsável pelo efeito cênico – e cômico, mas não foi o que aconteceu em outro momento inesquecível desses 50 anos de novelas, quando a atriz Carolina Dieckmann, 34, raspou a cabeça diante das câmeras para dar mais veracidade ao drama de Camila, que sofria de leucemia em Laços de Família (Globo, 2000). Assim como as cenas marcaram várias novelas, a moda e os cabelos dos personagens também fizeram história, e esse será o nosso próximo tema. Até lá!

50 anos de novelas - Capítulo 5

Perpétua (Joana Fomm) e a careca revelada por Tieta (Betty Faria)
Foto: Divulgação

50 anos de novelas - Capítulo 5


 

 

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆