A Favorita: A morte de Gonçalo, cena a cena

Acompanhe a cena em que Flora provoca, com requintes de sadismo, um infarto em Gonçalo

Gonçalo, de A Favorita

Gonçalo vai sofrer nas mãos da megera
Foto: TV Globo

Gonçalo desmascara e esbofeteia Flora

 
O empresário pede a Irene (Glória Menezes) e Lara (Mariana Ximenes) que o representem numa solenidade em Brasília. Sozinho no rancho, ele convida Flora para um jantar especial. Durante o encontro, Gonçalo revela que descobriu todos os seus crimes. “Eu vi as imagens do que você cometeu contra Salvatore. Eu vi você matando aquele homem e sei que foi você que matou o meu filho”, grita. Flora ainda tenta negar, mas acaba levando um tapa na cara. A humilhação, claro, não fica barato. Ela convoca Silveirinha e os dois matam Gonçalo. Com a ajuda de Pimentel, o segurança do executivo, eles fazem com que o empresário volte ao rancho depois de sair para denunciá-los. Lá, Flora, com um vestido branco manchado de sangue, afirma que matou Irene e Lara. Desesperado, Gonçalo sobe a escada que dá para os quartos, seguindo um rastro de sangue. Ele passa mal e a vilã o tortura até a morte.

A cena da morte 

FLORA – Quer tomar um remedinho? Ai, paizinho, eu até te daria… Mas não ia adiantar nada… (pegando uns remédios do frasco) Ó. Tá vendo isso aqui? Isso aqui não é remédio, não, paizinho! Isso é balinha! Entendeu agora por que seu coração tá tão fraquinho? Porque eu troquei o seu remédio por balinha! (sorri) Como o senhor é distraído, né, paizinho?

GONÇALO – (sem conseguir se mover do lugar) Irene!!!

FLORA – E aquele seqüestro?! Lembra, quando eu e a Lara fomos seqüestradas?! Foi tudo brincadeirinha! Quem planejou tudo aquilo fui eu! E eu, ainda por cima, fiquei com um bom dinheiro! Dinheiro que eu vou tratar de gastar direitinho enquanto o senhor estará lá em cima junto com a sua linda família e o papai do Céu…

(Gonçalo se debate)

FLORA – Ah, paizinho, vai ser tão bonito quando o senhor chegar, lá, ao Céu… Vai estar todo mundo lá te esperando! Marcelo… Donatela… E também sua esposinha… e sua netinha! Olha que sonho! A família inteira reunida no Céu!

Gonçalo agarra o pescoço de Flora e aperta com toda a força:

GONÇALO – Desgraçada… Eu vou… te matar…
(Gonçalo não tem forças para esganar Flora, que o empurra e o atira no chão)

FLORA – Você achou que ia acabar comigo, né, Gonçalo? Mas eu fui mais rápida! Eu acabei com a tua família antes. E olha, não foi nada fácil, viu?

GONÇALO – (no auge do desespero e já sentindo as fisgadas fatais) Lara!!!

FLORA – Mas pelo menos dona Irene se entregou mais fácil, não resistiu tanto. Agora a sua neta… Ô menina para gritar!

Então Gonçalo tem um ataque fulminante e morre. Flora pega o pulso dele e se certifica da morte.

FLORA – É… gente velha é um perigo. Morre por qualquer coisinha.