A grande atuação de Carmo Dalla Vecchia

O gato de A Favorita fala como se preparou para fazer o jornalista Zé Bob

Durante a preparação para o papel, o ator fez 
laboratórios em jornais e assistiu a filmes 
sobre jornalismo
Foto: Rafael Campos

As mulheres suspiram quando Carmo Dalla Vecchia aparece no vídeo. E esse leonino de 38 anos, dono de lindos olhos verdes, 1,88 metro de altura e 86 quilos muuuuito bem distribuídos, vem nos mostrando a cada dia que também tem talento de sobra. O ator vive com a maior categoria seu primeiro protagonista no horário nobre da Globo, o jornalista Zé Bob, da novela A Favorita. Seu trabalho anterior foi em Cobras e Lagartos, em 2006, trama na qual fez par romântico com Cleo Pires. Ao todo, já são dez novelas, dois filmes e três minisséries. Inclusive Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados, na qual fez o filho da personagem de Claudia Raia, hoje seu novo par na TV. “Todos os personagens que interpretei tinham algum desequilíbrio. O Zé Bob não, ele é leve, centrado e de bem com a vida”, analisa. Quer saber mais sobre a vida do astro? Leia a entrevista. 

tititi – Como tem sido atuar em A Favorita?

Carmo Dalla Vecchia – Estou adorando! O Ricardo (Waddington, o diretor) tem um grande cuidado com tudo e com todos. Aliás, todo trabalho que ele faz é bem realista. Ele tem uma mão maravilhosa. Essa novela está sendo gravada em HD e o grão de realidade é muito grande. E realismo envolve luz, cenário, figurino, tudo! O HD parece que lê pensamento (risos). Você tem de ter muito cuidado com a interpretação.

Esta é sua estréia no horário nobre global… A responsabilidade aumenta?
A gente sabe que na trama das 9, a audiência é maior, mas para mim não muda em nada. Esse tipo de preocupação atrapalha o trabalho, corrompendo a sua arte. Eu já fiz novelas em outras emissoras, que pouquíssimas pessoas assistiram, e eu sempre tive a mesma dedicação.

Como você se preparou para viver esse jornalista tão especial?
Fiz laboratórios em vários jornais, um curso de fotografia digital, assisti a diversos filmes e li livros sobre o assunto. Também fui a redações de jornais e revistas em São Paulo e no Rio. Saí a campo com jornalistas para investigar máfias do jogo do bicho, dos transportes, do lixo coletivo…

O que mais o surpreendeu?
Há coisas que a gente sabe que existe entre os políticos, só que escutar pessoalmente é muito difícil. Tipo: “Quem vota não lê jornal”. Mas, infelizmente, é verdade, essa é uma realidade no nosso país.

Qual a característica de Zé Bob que você acha mais interessante?
Ele é um jornalista investigativo, idealista, acha que pode mudar o mundo com suas reportagens.

Você teve de deixar o cabelo crescer para compor o visual dele?
Não, eu deixei o cabelo crescer depois de Cobras e Lagartos, achei até que precisaria cortar para esse personagem, mas o Ricardo (Waddington) gostou e pediu para eu deixar.

O Zé Bob é bem diferente dos outros tipos que já interpretou, né?
Meus outros personagens tinham sempre um problema sério, eram desequilibrados. O Zé é leve, idealista, centrado, solto, divertido…

Você se espelhou em algum jornalista?
Tenho um carinho especial por um jornalista, que era pai de um amigo meu, o Tarso de Castro (criador do Folhateen da Folha de S.Paulo e um dos fundadores do lendário jornal carioca O Pasquim, que morreu em 1991). Li a biografia dele (75 kg de Músculos e Fúria, de Tom Cardoso, Editora Planeta). O Tarso tinha um visual parecido com o meu atual e pegava várias mulheres, mas não me espelhei nele.

O Zé Bob é o grande pegador da novela. Esse rótulo já pertenceu ao Zé Mayer. Ele lhe passou o bastão de bom grado? (risos)
Olha, eu acho que sim!(risos). Flora (Patrícia Pillar), Donatela, a Alícia (Taís Araújo) e ainda vai ter uma outra. Mas o Zé Mayer (Augusto César) não fica atrás não, o personagem dele está ficando com a Juliana Paes. Você acha pouco? (risos)

E você, já teve um período assim meio Zé Bob?
Não, passei muito rápido por essa fase. Sempre fui tranqüilo!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s