“A Joquebede me faz pensar até onde uma mãe deve se sacrificar pelo filho”

Denise Del Vecchio, que está na novela 'Os Dez Mandamentos', fala sobre o sucesso da trama da Record e de como a personagem traz questões sobre a família

Não é só durante as gravações de Os Dez Mandamentos que Denise Del Vecchio vive rodeada de artistas. A atriz é casada há 28 anos com o iluminador teatral Ney Bonfante e mãe do ator e cantor André Frateschi, o Arthurzinho de Sete Vidas (filho do ator Celso Frateschi, seu primeiro marido). Sobre o fato de haver tanto artista debaixo do mesmo teto, Denise garante que, tirando a rotina inconstante, sua vida em família não tem nada de diferente. Aos 61 anos e avó coruja, faz tudo para agradar às netas, Angelina, de 2 anos, e Mel, de apenas 2 meses. Saiba mais sobre a atriz que vem emocionando o público na novela que chacoalhou o horário nobre.

Como é interpretar a Joquebede?
É uma grande responsabilidade, um trabalho árduo e ao mesmo tempo muito prazeroso, porque estou mexendo com milhares de emoções e sentimentos. Ela me obriga a conviver com questões sobre o amor materno o tempo todo e me faz pensar até onde uma mãe deve se sacrificar pelo filho. Quando penso sobre isso, se seria capaz de fazer o que ela faz, fico em dúvida e nunca sei a resposta!

Ela é uma mulher de fé. Você também tem alguma crença?
Não tenho religião. No Brasil, essa é uma questão engraçada, porque as pessoas costumam misturar as crenças. Minha avó, por exemplo, era mãe de santo e católica ferrenha ao mesmo tempo. Eu rezo, mas às vezes duvido. Diria que sou uma cética que acredita em tudo. Ao mesmo tempo, acho muito reconfortante a fé da Joquebede e busco um pouco dessa característica.

Tem alguma filosofia de vida?
Procuro estar bem comigo mesma, sem atrapalhar ninguém.

Como você se preparou para viver alguém que vive antes de Cristo?
Na verdade comecei a me preparar interpretando a hebreia Lia, de José do Egito (novela da Record que foi ao ar em 2013). Nós fizemos uma série de workshops e treinamentos para entender melhor o universo dos personagens. Vimos como as pessoas comiam, se lavavam e se vestiam. Também aprendemos mais sobre as atividades cotidianas da época, como preparar o pão, tirar lã do carneiro, ordenhar, a forma de se comunicar…

Munir Chatack/TV Record Munir Chatack/TV Record

Munir Chatack/TV Record (/)

Os Dez Mandamentos tem ameaçado a audiência de Babilônia. Como você enxerga isso?
Acho que já passou da hora de o Brasil ter uma televisão mais democratizada, de as pessoas quebrarem o hábito eterno de assistirem somente um canal. Isso só enriqueceria nossa cultura. A TV é um produto cultural muito importante para continuar sendo monopolizada.

Gosta de fazer novelas de época?
São as minhas preferidas! Gosto de sair do cotidiano e elaborar minhas personagens, estudar como elas devem se comportar, que roupas usar…

Como em Chocolate com Pimenta (2003), interpretando a Dona Mocinha?
Sim! Esse se tornou um dos meus trabalhos mais marcantes. Dona Mocinha era cômica, porque nunca havia tido relações sexuais, apesar de já ser uma senhora. Ela tinha o medo de amar, que foi sendo desconstruído ao longo da trama. Também gostei de interpretar a baronesa Bárbara Ventura, em Força de um Desejo (1999). Ela era uma vilã com humor, que queria ascender.

O que você faz para ter disposição?
Pratico pilates há anos, quase todos os dias da semana. Alonga o corpo, dá força muscular e resistência para as gravações. Quando fico sem, sinto diferença: até minhas pernas doem! Faço exames preventivos regularmente. Também procuro manter uma alimentação saudável.

Você cozinha?
Cozinho, sim. Faço comida para toda a família. Adoro preparar fraldinha com batata na pressão! Também vivo fazendo risotos, são fáceis de preparar. E não é que o pessoal gosta?

Com quem você mora atualmente?
Com meu marido e meus pais, que têm quase 90 anos. Eles vieram para casa há pouco tempo: antes moravam em outro bairro, mas achamos melhor eles se mudarem por uma questão de segurança. Os dois estão bem de saúde: saem juntos, vão até a padaria… Estou adorando morar com eles. Minha mãe é muito bem-humorada. Às vezes, assistindo a novela, faz carinha de quem não está gostando. Ela tem uma visão excelente de espectadora, só enriquece meu trabalho.

Joquebede tem uma relação muito forte com a família. Você também?
Durante a vida toda fui muito próxima do meu filho. Somos cúmplices, companheiros! Tenho o maior orgulho dele e amo ficar com minhas netas. Fico doida com elas! Não sei se é a idade, mas hoje tenho mais paciência com as crianças. A mais nova ainda não teve tempo, mas a mais velha faz o que quer comigo! [risos]

Seu casamento já dura quase 30 anos. Qual o segredo?
Nós somos conscientes e cuidadosos um com o outro. Acho que qualquer relação cobra de nós comprometimento e atenção. Não dá pra achar que o jogo está ganho, porque nunca está. Se descuidar, desanda. Mas não precisa aprender a fazer pole dance pra manter a relação, viu? [risos]. O importante é perceber em que momento o outro está mais frágil, precisa mais de atenção. É preciso ceder um pouco, fazer surpresas, organizar as contas da casa de forma saudável… e namorar! Porque namorar é a melhor coisa do mundo.

Você contracenou com seu ex-marido, Celso Frateschi, em José do Egito (2013). Como é a convivência?
O Celso é um grande amigo e também sou amiga da mulher dele, eu e ela temos muito em comum. Ontem mesmo estávamos conversando sobre as nossas netas, nós as dividimos. Somos parte da mesma família e vivemos assim.

4 curiosidades de Os Dez Mandamentos:

Quem presta atenção nas cenas de Os Dez Mandamentos fica de boca aberta com a riqueza de detalhes dos cenários e dos figurinos da trama. Ao lado de Guilherme Winter, que faz Moisés, Camila Rodrigues, a Nefertari, e Sérgio Marone, o Ramsés, estão mais 77 atores contratados. Além disso, já participaram das gravações cerca de mil figurantes! Confira mais curiosidades sobre essa superprodução, rodada no Rio de Janeiro:

  • A cidade cenográfica, onde ocorrem as gravações, tem 7 mil metros quadrados. Lá ficam 28 cenários, divididos entre o núcleo dos hebreus e o núcleo dos egípcios. Tudo foi construído em apenas 105 dias.
  • 40 escudos, 40 lanças e 40 espadas foram produzidos para as cenas de guerra.
  • Vários animais exóticos já participaram das cenas, incluindo rãs, teiús (uma espécie grande de lagarto), gaviões, corujas, falcões, serpentes e escorpiões. Que medo!
  • Para a caracterização dos personagens, foram criadas 300 joias e 2 mil peças de roupa, confeccionadas com 1.500 metros de tecido. Já pensou?!
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s