A rainha recebeu bem menos que o príncipe em “The Crown”

Ate tu, Netflix? Os produtores contaram que realmente pagaram mais para um homem do que para a atriz principal.

A desigualdade salarial entre homens e mulheres afeta até mesmo a Netflix, e os produtores da série “The Crown” admitiram a culpa, e não esconderam que pagaram menos para a atriz que vive ninguém menos do que a rainha, a premiada Claire Foy, do que para Matt Smith, intérprete do príncipe Phillip.

Eles explicaram, como conta a revista norte-americana Variety, que a diferença de salário da personagem principal para o coadjuvante apenas existiu porque o ator era mais famoso e já tinha participado de outra grande série, “Doctor Who“. Até aí ok, é uma explicação razoável para a primeira temporada da série, agora, por que razão não aumentaram o salário de Claire a partir da segunda, já que a atriz ganhou um Globo de Ouro e um SAG, prêmios bem maiores que seu companheiro de cena?! #absurdo

Mas a produtora explicou o que pretende no futuro próximo.

“Ninguém vai ganhar mais que a rainha” disse o produtor Andy Harries, comentando o futuro da série. Mesmo assim, há um problema porque Claire dificilmente vai sentir a diferença na postura, já que todo o elenco será mudado para a próxima temporada, demonstrando a passagem de tempo na série.

Ainda não há data de lançamento para a terceira temporada, mas já se sabe que a pessoa mais bem paga, segundo a promessa do produtor, será Olivia Colman, a nova intérprete da Rainha. Enquanto a sucessora de Vanessa Kirby no papel da Princesa Margaret é ninguém menos que Helena Bonham Carter