Aclamada no festival, Sandy revela medo durante show no Rock in Rio

A dupla fez show para 250 mil pessoas na terceira edição do festival, que foi marcada por críticas do público e agressões físicas.

Após muitas especulações e bafafá, a dupla Sandy & Junior confirmou seu retorno aos palcos com uma turnê totalmente nova e recheada de hits que marcaram os fãs. O reencontro da dupla fez muita gente se encher de nostalgia, lembrando também da série homônima na TV Globo e dos shows que marcaram a carreira deles.

Para quem é muito novo e não sabe como foi a febre teen no início dos anos 2000, é melhor buscar no YouTube para entender o estouro de bandas pop no Brasil e no mundo. Em 2001, o Rock in Rio estava em sua terceira edição, e na noite reservada para os “jovencitos”, o line-up contou com nomes queridinhos do público adolescente na época.

Naquela quinta-feira de janeiro (18), o festival trouxe atrações gringas de peso como Britney Spears, N’Sync, Five e Aaron Carter, só faltaram os Backstreet Boys e as Destiny’s Child para a consagração do pop mundial estar completa. Representando o cenário nacional, Sandy e Junior eram também muito aguardados entre as 250 mil pessoas que gritavam ansiosamente pelos seus ídolos.

 (Patrick SICCOLI/Getty Images)

Acontece que dias antes, Carlinhos Brown sofreu diversas agressões verbais e físicas durante o seu show no Rock in Rio. O cantor foi hostilizado com vaias e gritos de “Queremos rock!”, além de sofrer ataques de garrafas e outros objetos ao longo de sua performance. As cenas de desrespeito deixaram uma marca negativa para aquela edição do festival conhecido no mundo inteiro.

Apesar do público da noite teen ser bem diferente das pessoas que estavam no show do cantor baiano, o medo ficou instaurando entre as atrações com gêneros mais distantes do rock. Com tanta hostilidade, Sandy revelou ter sentido muita tensão em ser a única banda brasileira entre os nomes internacionais no Palco Mundo daquele dia.

 (Reprodução/YouTube)

“Foram muitos shows internacionais no Palco Mundo. O nosso foi o único nacional. Era só banda que estava muito estourada na época. A gente ficou até com medo de ser vaiado”, revelou a cantora durante o anúncio do reencontro da dupla este ano.

Mesmo com algumas falhas no som e uma pane que foi confundida com efeito de palco, o show foi um sucesso quase unânime, sendo elogiado pelo público e pela crítica (nacional e internacional), que chegou a dizer que a dupla deu um banho nas atrações estrangeiras. Dá vontade, né?

Eles vão voltar para o Rock in Rio 2019?

Infelizmente, não! Durante coletiva de imprensa para anunciar o reencontro da dupla e a nova turnê, eles acabaram com as especulações sobre uma possível participação no festival deste ano. A sétima edição do RiR começa depois do último show programado da dupla, que será em Belém, no dia 14 de setembro. Poxa!

Os shows do festival deste ano serão entre os dias 27 de setembro e 6 de outubro, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro. Custando R$ 525,00, a pré-venda dos ingressos começa no dia 21 de março; para o público geral será no dia 11 de abril. Entre as atrações, Cardi B, Drake, Foo Fighters, Bon Jovi, Red Hot Chilli Peppers, Iron Maiden, P!nk, Muse e Imagine Dragons.