Altas Horas: Pabllo Vittar chora ao falar sobre bullying na escola

"No primeiro dia, me bateram e foi horroroso porque eu não tinha a quem recorrer", contou a cantora.

Pabllo Vittar chorou no último sábado (1), no programa Altas Horas, ao relembrar do bullying e preconceito que sofreu na infância. “Foi muito difícil porque eu tinha 10 anos na 5ª série, era uma criança gordinha, afeminada e de cabelo grande. Eu fui para a escola no primeiro dia muito contente, porque todo mundo queria chega na 5ª série. Como troquei de escola, achei que ia fazer um monte de amigo novo. No primeiro dia, me bateram e foi horroroso porque eu não tinha a quem recorrer. Os professores não faziam nada, a diretora não fazia nada”, contou a cantora.

Veja também

Ela também aproveitou para falar da importância do apoio da mãe. “Eu lembro de ter chegado em casa falando para minha mãe que não queria ir mais para à escola. Minha mãe falou: você vai sim, sua vida inteira vai ser desse jeito, se você se esconder vai ser pior”. “Eu tenho muito orgulho de ter nascido na família da Dona Verônica Rodrigues, minha mãe, que sempre me aceitou e me amou. Ela me criou e as minhas duas irmãs sozinha, no interior do Pará. Eu me lembro de ajudar a minha mãe a colocar cimento na nossa calçada”, completou. 

E, claro, que ela também deu outra resposta maravilhosa ao levar a platéia com o seu novo hit, “Problema Seu”. ❤

View this post on Instagram

// nunca desistam dos seus sonhos 💕

A post shared by Pabllo Vittar ✨ (@pabllovittar) on