Angelina Jolie revela que fez cirurgia para retirar os ovários e as trompas

Há dois anos, a atriz e cineasta já tinha realizado uma dupla mastectomia, também preventiva

Nesta terça-feira (23), o jornal The New York Times divulgou um artigo escrito por ninguém menos que Angelina Jolie. Nele, a atriz conta que se submeteu a uma nova cirurgia para se prevenir contra o câncer. Há dois anos, a bela passou por uma dupla mastectomia e, agora, retirou os ovários e as trompas de Falópio.

Publicamente, Jolie explicou o motivo de seu temor: ela já perdeu a mãe, a avó e uma tia para o câncer. Além disso, ela ainda revelou que possui uma mutação no gene BRCA1 e, por isso, convive com o risco de 87% de ter câncer de mama e de 50% de desenvolver câncer de ovário. “O câncer de ovário da minha mãe foi diagnosticado quando ela tinha 49 anos. Eu tenho 39”, pontuou a esposa de Brad Pitt.

“Havia um pequeno tumor benigno em um ovário, mas não havia indícios de câncer em nenhum dos tecidos”, expôs Angelina, que passou recentemente por um check up. “Eu estava planejando isso há algum tempo. É uma cirurgia menos complexa do que a mastectomia, mas seus efeitos são mais graves. Ela coloca a mulher na menopausa forçada. Então, eu estava me preparando fisicamente e emocionalmente, discutindo as opções com os médicos, pesquisando medicina alternativa, e mapeando os meus hormônios para substituição de estrogênio ou progesterona. Mas eu senti que ainda tinha meses para marcar a data”, completou.

Grosby Group Grosby Group

Grosby Group (/)

Mãe de seis filhos, sendo três biológicos e três adotados, Jolie fez questão de mostrar a sua preocupação com os pequenos. “Eu passei pelo que eu imagino que milhares de outras mulheres sentiram. Eu disse a mim mesma para ficar calma, ser forte, e que não havia nenhuma razão para pensar que eu não viveria para ver meus filhos crescerem e para conhecer os meus netos”, relatou. 

Sobre o futuro, a morena se mostrou confiante. “Agora, estou na menopausa. Não serei capaz de ter mais filhos e espero algumas mudanças físicas. Mas eu me sinto à vontade com o que virá, não porque eu sou forte, mas porque esta é uma parte da vida. Não é nada a ser temido”, declarou a bela. “Não é possível remover todo o risco, mas o fato é que eu ainda sou propensa ao câncer. Vou procurar formas naturais de fortalecer meu sistema imunológico. Me sinto feminina, e firme nas escolhas que estou fazendo por mim e pela minha família”, completou, considerando que a possibilidade de desenvolver a doença ainda não foi completamente eliminada.

“Não é fácil tomar estas decisões. Mas é possível assumir o controle e enfrentar de frente qualquer problema de saúde. Você pode buscar aconselhamento, estudar as opções e tomar as decisões que são apropriadas para você. Conhecimento é poder”, concluiu.