Após plástico na sobremesa, participante é salvo e internet se revolta

Mesmo com pedaço de plástico encontrado em sobremesa, Fernando K. foi salvo pelos chefs.

Ocorreu uma situação muito inusitada no ‘MasterChef – A Revanche‘ desta última terça-feira (12). Durante a degustação dos pratos feitos pelos participantes na primeira etapa, um dos avaliadores encontrou um pedaço de plástico dentro da  comida. Mesmo com o erro gravíssimo, o participante foi salvo e se livrou da prova de eliminação. A internet ficou sem entender nada.

A primeira prova do dia foi de sobremesa (para o terror dos participantes que não se chamam Estefano), eles tiveram apenas uma hora e meia para montar uma terrine impecável. Como sempre acontece em provas de sobremesa, dessa vez eles contaram com o auxílio e a presença do chocolatier Alê Costa (que já havia participado semana passada do ‘Mestre do Sabor’).

Tirando Estefano, que tirou de letra e entregou a melhor terrine do desafio, todos os outros sofreram muito com os resultados. Porém, o que mais chamou a atenção do público foi o erro cometido por Fernando K em sua prova: ele envolveu todas as partes de sua terrine com um plástico, e um pedaço generoso do material acabou ficando perdido no meio de sua sobremesa. A situação foi tão calamitosa que havia um pedação de plástico na garfada dada pelo jurado Alê Costa.

Mesmo com o erro de colocar um material tóxico em sua sobremesa, Fernando K. foi salvo pelos jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin. A internet, que acompanhou outras temporadas do reality em que pessoas foram eliminadas por causa de espinhas de peixe ou pedaços de ferro na comida, não entenderam NADA:

 

Ao final, quem acabou saindo mesmo foi Fábio. O participante enfrentou Katleen em um duelo para fazer uma reinvenção gourmet dos bentôs japoneses, e ele acabou pecando (e muito) no sabor. “Você é a única mulher que pode vencer esse programa”, disseram os chefs na hora de salvar a ex-participante do ‘MasterChef Brasil 4’, a última mulher restante da competição.