Ariana Grande é assediada por pastor no funeral de Aretha Franklin

O vídeo do momento constrangedor circulou na internet com a hashtag #RespectAriana

No funeral de Aretha Franklin, que durou mais de seis horas, não faltou emoção. A Rainha do Soul foi homenageada por políticos, pastores, ativistas e sua família, e houveram também apresentações musicais, é claro. Uma das artistas a mostrar sua admiração por Aretha foi Ariana Grande, interpretando “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”.

A apresentação foi linda, mas, infelizmente, um momento não foi nada legal. Após cantar, a popstar se juntou no palco ao pastor Charles H. Ellis III, que fez algumas brincadeiras constrangedoras. “Eu peço desculpas, porque preciso me atualizar. Minha filha de 28 anos diz que eu sou velho aos 60 anos. Quando vi Ariana Grande na programação, pensei que era algum prato novo do Taco Bell”, disse o pastor. Um comentário visto por muitos como racista, já que associou o nome da cantora e um possível origem latina com a gastronomia do México. Definitivamente, não foi engraçado!  

Para piorar, enquanto os dois conversavam, ele abraçou a cantora deixando sua mão próxima do seio dela e apertando-o com os dedos. Imagina o constrangimento! 

O vídeo ganhou espaço na internet, chegando ao top dos trending topics mundial do Twitter, junto com a hashtag #RespectAriana – referência à canção “Respect”, o maior hit de Aretha.

É isso: nem a roupa que ela estava vestindo ou o fato dela ser uma figura pública justifica certos comportamentos. #RespectAriana

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆