‘Assédio’, uma série que você precisa assistir

Conheça um pouco sobre a história da nova série da Globo.

A Globo tem apostado muito no streaming com o seu Globoplay, e chegou até a fazer algumas séries exclusivas para a internet só para poder competir pau a pau com a Netflix. Uma dessas produções foi justamente Assédio’, e a repercussão foi tão incrível que a Globo decidiu trazer para a TV aberta essa história. Sem nem explicar antes, já podemos falar que se trata de uma série quase obrigatória e vamos contar as qualidades dessa produção.

História

A minissérie de 10 episódios é baseada na história real do médico Roger Abdelmassih, médico especializado em reprodução humana e que foi condenado por 56 abusos em mulheres diferentes, todas suas pacientes.

Na série televisiva, Roger Sadala (Antonio Calloni) interpretar o “deus da fertilização”, capaz de usar a medicina para ajudar qualquer mulher com problemas de engravidar. Porém, no decorrer da história, vamos descobrindo que o competente médico esconde um lado terrível no qual abusa de suas pacientes. Sabendo que ficará impune, ele continua sua rotina perturbadora até que cinco mulheres se unem para denunciá-lo.

Essas mulheres são ex-pacientes de Roger e também uma jornalista, ávida por investigar essa denúncia. Stela (Adriana Esteves), Eugenia (Paula Possani), Maria José (Hermila Guedes), Vera (Fernanda D’umbra), Daiane (Jéssica Ellen) e a jornalista Mira (Elisa Volpatto) são peças fundamentais para acusação de Roger.

A produção

‘Assédio’ trata de um tema muito delicado, então qualquer excesso da produção poderia comprometer a série. Por sorte, a equipe de direção foi muito competente no que pretendia passar ao público. A direção ficou nas mãos de Amora Mautner, diretora de ‘A Dona do Pedaço’ e ‘A Regra do Jogo’, que levou toda sua linguagem cinematográfica para a história de Roger.

A atuação também é impecável. Tanto as mulheres assediadas por Roger quanto o próprio Antonio Calloni estão incríveis. O protagonista embarcou tanto no papel que você esquece se tratar de um ator e fica com medo e repulsa de seu personagem ao mesmo tempo. Trabalho de um grande ator.

As atrizes também não ficam de fora dos elogios. Em especial Adriana Esteves, conseguiu construir uma personagem muito diferente das que atuou nos últimos tempos na televisão e construiu para a série uma mulher cujo sonho de ser mãe foi destruído. A desolação da personagem é impressionante, um trabalho incrível da atriz.

Roger Sadala, do seriado Assédio

 (Globo/Divulgação)

A série tem imagens que incomodam muito. Já nos primeiros assédios cometidos pelo médico o espectador sente um desconforto muito grande, porque a cena é mostrada de uma forma grotesca. Inclusive é bom já deixar esse aviso que ‘Assédio’ contém cenas fortes e que podem impulsionar gatilhos que a pessoa possa ter, então vale o cuidado.

Como assistir?

‘Assédio’ será exibida hoje (3), após o ‘Globo Repórter’. Porém, todos os episódios já estão disponíveis para assinantes Globoplay. Recomendada.