Ator de ‘Sintonia’ dá depoimento forte sobre o racismo na TV e no cinema

Christian Malheiros falou sobre como foi dar vida a um jovem que se envolve com o crime. "Até quando eu, como negro, vou ocupar só esses lugares?", diz ele.

“Sintonia”, série feita pela Netflix em parceria com KondZilla, está no ar desde a sexta-feira passada (9) e já conta com vários fãs. Mas antes do lançamento oficial para o público, os protagonistas conversaram com o MdeMulher e outros veículos de imprensa, para revelar como foi a construção de cada personagem. Ao falar sobre Nando, o ator Christian Malheiros deu uma declaração poderosa sobre como o racismo ainda está presente nos papéis que são oferecidos a ele.

A resposta forte do ator aconteceu quando questionado sobre qual personagem gostaria de fazer se pudesse escolher qualquer um, em um mundo ideal. “Eu faço com toda a dignidade do mundo meu trabalho – fiz o ‘Sócrates’, fui indicado a vário prêmios, ganhei alguns, o filme fez uma carreira linda. Ele também era um jovem de periferia, mas em uma outra circunstância, um outro lugar. E agora fiz o Nando. Mas é uma questão de que… até quando eu, como negro, vou ocupar só esses lugares de bandido, viado, filho de motorista? Estereótipos, que é o que aparece para mim. Mas eu não gostaria de fazer só isso”.  

 

A produção de seis episódios conta a história dos amigos Nando, Doni (MC JottaPê) e Rita (Bruna Mascarenhas), que moram na periferia de São Paulo e acabam vivendo situações muito difíceis na busca por seus sonhos.

Como o trailer mostra, o personagem de Christian é um jovem homem negro que acaba envolvido com o crime para conseguir crescer dentro da comunidade e sustentar a esposa e a filha pequena. Frente à indagação de que esse papel poderia significar apenas um reforço do estereótipo do que é ser negro dentro da favela, o ator defende que não é desse jeito que a série deve ser olhada. 

“Romantiza quem tem um olhar podre e estereotipa quem não entendeu nada do que a gente está falando. Porque a gente está trazendo pessoas reais para cena, não um estereótipo, não está defendendo o bandido. Eu não sou a favor do crime, mas eu entendo porque aquele cara está no crime. É entender para transformar”, declara Christian.

 (Rafael Morse/Netflix)

Diretamente de Santos e sem apoio em casa para seguir a vida de artista, pelo medo dos pais de que ele passaria fome se optasse por ser ator, Christian também comenta sobre como o processo de escolhas que Nando vive na série é tão desafiador quanto o que ele enfrentou na vida real.

“A gente tinha uma sintonia de, às vezes, falar ‘isso não funciona, vamos fazer de outro jeito’. A gente se escutava muito e até por isso é difícil listar alguma coisa de ‘isso não funciona, me obrigaram a fazer’. Mas o mais provocador, principalmente para mim como ator, foi os momentos em que o personagem tem que fazer escolhas. Porque escolhas são coisas muito importantes para mim, na minha vida, e para esses personagens porque não envolvem somente eles: envolve a vida da família, dos amigos, de todo mundo que está em volta. Uma escolha já precipita uma série de fatores. Não quer dizer que é certo ou errado, mas cada caminho tem a sua dor e as suas delícias”. 

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆