Ator do 1º beijo gay em ‘Malhação’ fala como foi assumir sua sexualidade

Pedro Vinicius explicou que demorou um bom tempo para se assumir por receio da reação de sua mãe com a situação.

Ah, o amor é lindo, mas quando ele é entre duas pessoas do mesmo gênero, ainda incomoda muita gente e a homofobia está aí para provar isso. Nesta quarta-feira (10), o ator Pedro Vinicius subiu ao palco do programa Encontro, com Fátima Bernardes, para falar sobre esse assunto, já que foi ele quem protagonizou, junto com Giovanni Dopico, o primeiro beijo gay, em 23 anos, da novela Malhação.

Para começar a conversa sobre o assunto, uma cena da trama foi passada, em que o personagem de Pedro apresenta o namorado para a mãe. Fátima perguntou a ele se essa aceitação pacífica e cheia de carinho que aconteceu na novela também era possível na vida real.

Vinicius acredita que sim, mas que para isso, o mais importante é o diálogo. “A partir do momento que você tem esse canal para conversar com os seus pais sobre qualquer coisa, desde de ‘estou indo mal em matemática’ até ‘mãe, acho que gosto de fulano’ […] aí é possível”, explicou.

Mas Pedro sabe que muitas vezes existe uma distância entre a prática e a teoria. Ele demorou anos para revelar sua orientação sexual para sua mãe, principalmente por receio de como ela reagiria a situação.

“Sei que não sou uma pessoa heterossexual há muito tempo, sei dos meus estímulos desde criança, das minhas vontades, das minhas atrações e só contei para a minha mãe no final de 2015. Botei na minha cabeça que, se os filhos heterossexuais não têm que contar nada para as mães, por que tenho que contar também?”, falou.

O ator contou que sua mãe perguntou se ele já havia ficado com meninas – ele afirmou que sim! – e, logo em seguida, perguntou se ele já havia se relacionado com meninos também, afirmando novamente. Isso fez com que, de primeiro momento, sua progenitora ficasse chocada e questionasse a ele o porquê daquilo “agora”.

Pedro explicou que nada daquela situação toda era recente, mas que ele só estava abrindo para ela naquele momento porque antes não sabia como seria a reação dela. 

Vinicius também ressaltou que, muitas vezes, a resposta dos pais nem sempre positiva quando os filhos se assumem gays, muitas vezes, é porque eles temem pela violência que pode ser causada pelo outro e, consequentemente, o que pode acontecer de negativo com o filho.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s