Atriz de ‘The Handmaid’s Tale’ fala sobre a série, política e sororidade

Madeline Brewer, que interpreta a personagem Janine, esteve no Brasil para divulgar a segunda temporada.

A atriz Madeline Brewer, que interpreta a Janine em “The Handmaid’s Tale” (“O Conto da Aia”, em português) , esteve no Brasil para divulgar a estreia da segunda temporada da série. Numa entrevista coletiva que aconteceu em São Paulo, a atriz falou sobre os bastidores, sobre o que vem por aí nos próximos episódios e, como não poderia deixar de ser, sobre a relação entre o que é mostrado na série e a política atual. 

“É exaustivo ver que o que acontece na política é um prelúdio do que é mostrado na série”, disparou Madeline, sem receio de posicionar-se a respeito do governo Trump. Em “O Conto da Aia”, drama escrito por Margaret Atwood em 1985, somos convidados a conhecer a realidade de um futuro próximo e distópico, em que o fanatismo religioso transformou as poucas mulheres férteis de Gilead (que antes era os Estados Unidos) em escravas sexuais que só servem para dar herdeiros a homens poderosos. 

Para a atriz, a história de Atwood está mais atual do que nunca e ela acredita que boa parte do sucesso da série se dê pelo fato de que estamos vivendo uma onda de conservadorismo político no mundo. “É difícil assistir à segunda temporada justamente por ser tão relevante. Parece que é algo que está acontecendo dentro das nossas casas”.

“The Handmaid’s Tale” foi a estreia televisiva de maior destaque em 2017 e venceu oito Emmys na primeira temporada. Agora, está concorrendo a 20 estatuetas na mesma premiação – considerada o Oscar da TV.

“Temos um entendimento da nossa responsabilidade em fazer algo que seja criativo e que seja entretenimento, mas que também seja muito verdadeiro e impactante”, diz Madeline. “É claro que tudo o que eu faço no meu trabalho e com a minha personagem está relacionado ao que acontece nos Estados Unidos e no mundo. Eu acho que ignorar isso seria um desserviço ao meu trabalho”.

A atriz também revelou que é feminista e que trabalhar em “The Handmaid’s Tale” lhe trouxe uma nova visão sobre a importância do movimento e, mais especialmente, da união entre mulheres. “A série me fez ter uma noção de sororidade que eu não tinha antes”.

A segunda temporada conta com 13 episódios e todos já foram ao ar nos EUA, através do Hulu – o serviço de streaming que produz a série. Aqui no brasil ela é transmitida através do Paramout Channel e o primeiro episódio da segunda temporada vai ao ar nesse domingo (2), às 21 horas. Antes disso, a partir das 11 horas, rola uma maratona com todos os episódios anteriores.

Até o dia 9 de setembro a emissora estará com sinal aberto para todos os assinantes da Oi TV, Sky (pós-pago) e Vivo.