Avenida Brasil: Jorginho destrói a vida da própria mãe, Carminha

O jogador não a perdoa por tê-lo abandonado no lixão quando pequeno e a desmascara diante de uma multidão

Jorginho descobre seu passado e desmascara Carminha na frente de toda a família e moradores do Divino
Foto: TV Globo/Divulgação

Continuação da matéria.

Jorginho (Cauã Reymond) volta à casa onde lembra ter morado quando pequeno para tentar descobrir seu passado. Ele procura a prostituta Neide (Claudia Assunção) para exigir que ela revele o nome de sua verdadeira mãe. Como a mulher se recusa, o jogador paga Kiki (Elea Mercúrio), outra garota de programa do mesmo prostíbulo para ser sua espiã.

Horas depois, a jovem liga para o atleta a fim de contar que a mulher que anda subornando Neide para impedir que ela diga a verdade está naquele momento no bordel. Jorginho corre para o local e leva um susto ao dar de cara com Carminha (Adriana Esteves) saindo da casa com a meretriz.

Quando a loira vai embora, o rapaz entra na residência e pressiona a prostituta, contando ter recordado que ela era sua madrinha. Mais: sua mãe verdadeira tinha um cachorrinho. Como o moço ameaça procurar a polícia, Neide acaba cedendo e garante que não lembra do nome da mãe dele, porém, o cão se chamava Simba.

Descontrolado, o rapaz vai para a mansão dos pais e fica por lá perambulando de um canto para o outro. De repente, ele fixa o olhar num retrato de Carminha com um cãozinho parecido com o de suas lembranças. Ao ler a dedicatória da foto, o jogador enlouquece ao descobrir que o animalzinho se chamava Simba e, finalmente, se lembra muito bem do rosto da mãe legítima: Carminha. O atleta corre ao lixão a fim de confirmar se a megera é mesmo sua mãe. Sem ter como escapar, Lucinda (Vera Holtz) admite tudo.

Avenida Brasil: Jorginho destrói a vida da própria mãe, Carminha

Carminha é desmascarada enquanto lança sua candidatura à vereadora 
Foto: TV Globo/Divulgação

Sem imaginar o que está acontecendo, Carminha escolhe justamente este dia para lançar sua candidatura à vereadora num baile que acontece no Divino. Enquanto a falsa faz um discurso em defesa da ética, da família e dos bons costumes, Jorginho chega, invade o palco, diz que ela não é ninguém para falar em moral e a xinga de vagabunda, mentirosa e bandida no meio da multidão perplexa. Tufão (Murilo Benício) fica em choque com o comportamento do filho e ameaça bater no rapaz, se ele não retirar o que disse.

É então que Jorginho, ainda de frente para o povo, revela ao pai que Carminha o enganou a vida inteira, obrigando-o a adotar um filho dela própria, que abandonou aos três anos no lixão.
A primeira reação do ex-craque é não dar crédito ao moço. É então que Leleco (Marcos Caruso) interfere, convencendo Jorginho a ir para casa com Débora (Nathalia Dill) e Tufão tira Carminha de lá. A essa altura, a bruxa está completamente desmoralizada e humilhada diante de seus quase-futuros eleitores.

Em sua residência, Leleco pondera com Tufão alertando que o neto pode estar falando a verdade, pois não sabem nada do passado de Carminha. Ele, então, decide procurar Lucinda no dia seguinte. Na mesma madrugada, Nina (Débora Falabella), que acompanha tudo, procura a mãe de criação e exige que ela confirme a verdade a Tufão. E Lucinda, pressionada pelo ricaço, abre o jogo. Arrasado, o ex-esportista procura o filho e pede perdão por não ter acreditado nele.

Enquanto isso, em casa, Carminha e Max (Marcello Novaes) se desesperam. O amante sugere que eles fujam antes de a bomba explodir, mas Carminha decide esperar o marido. Nina apoia a patroa, assegurando: aconteça o que acontecer, não deixará de ajudá-la. Mas intimamente, lógico, se diverte com a derrocada da megera.