Avenida Brasil: Suelen está jurada de morte

O traficante de mulheres para quem trabalhava como prostituta promete matá-la se tentar fugir novamente

Juarada de morte, Suelen pede ajuda
Foto: TV Globo/Divulgação

Estranhando a proximidade de Darkson (José Loreto) e Tessália (Débora Nascimento), Silas (Ailton Graça) exige explicações ao filho. E se espanta quando o rapaz conta que foi contratado por Leleco (Marcos Caruso) para botar a fidelidade da esposa à prova. No entanto, justifica: aceitou a proposta por ter engravidado Suelen (Isis Valverde) e precisa de dinheiro para um aborto. Ao ser informado pelo pai que a periguete inventou a mesma mentira a Iran (Bruno Gissoni), Darkson vai conversar com o amigo. Ambos concluem que estão sendo feitos de bobos, decidem se vingar e procuram os demais “ficantes” da maria-chuteira: Diógenes (Otávio Augusto), Leandro (Thiago Martins) e Lúcio (Emiliano D’Avila). Juntos, exigem saber quem é o pai da criança.

Em meio a esse tititi, Roni (Daniel Rocha) desconfia da gestação e vai atrás do enfermeiro que atendeu a fogosa quando ela passou mal e constata: Suelen não espera filho algum. Radiante, Roni entrega a verdade aos homens enganados e se une a eles contra a safadinha. Durante um concurso de dança no baile do Divino, do qual Suelen será madrinha, Iran a seduz antes de entrar no palco. E quando as cortinas se abrem, todos flagram a insaciável nua. Humilhada diante das gargalhadas, Suelen desaba no chão. Todos se negam a ajudá-la, menos Roni que, arrependido, a cobre com uma toalha e a leva ao hospital.

Quando sai do pronto-socorro, a periguete é expulsa da casa de Iran e, sem ter onde ficar, cai nas mãos do cafetão Ramón (Willian Vitta), que a obriga a ir para sua casa de prostituição. Roni segue os dois e se espanta, dias depois, quando volta ao local e vê Suelen dançando no pole dance com o olho roxo. Preocupado e disposto a ajudar a moça, o jogador retorna ao bordel no dia seguinte e consegue conversar com Suelen, que lhe conta sua triste história. Boliviana, aos 16 anos ela foi trazida ao Brasil por Ramón, um traficante de mulheres, e obrigada a virar garota de programa. Cansada dos maus-tratos e da violência a qual era submetida, conseguiu fugir, mas ficou devendo dinheiro a Ramón, que agora a ameaça de morte.

Assustado, o jogador diz que acionará a polícia, mas a jovem implora para ele não fazer isso, pois seus documentos são falsos. Roni ainda oferece saldar a dívida dela, mas Suelen esclarece que a quantia é exorbitante. O gato, então, entrega um dinheiro para ela tentar fugir e minutos depois convence Leandro a voltar com ele à boate. Os dois, no entanto, são reconhecidos por Ramón e fogem sem ter condição de resgatar a refém. No dia seguinte,

Suelen procura, mais uma vez, partir sozinha. Contudo, ao ser flagrada pelo bandido é roubada por ele e duramente espancada. Trancada num cubículo, ela fica entre a vida e a morte e Roni não sabe o que fazer para livrá-la da ameaça de assassinato que pode acontecer a qualquer momento. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s