Bárbara Borges, a bela

Aos 30 anos e mais linda do que nunca, Bárbara Borges, a Elvira de "Bela, a Feia", revela todos os seus segredos

“Procuro tratar com carinho aqueles que me 
abordam e falam do meu trabalho”
Foto: Juliana Coutinho

Qual a maior dificuldade em viver Elvira?
Me acostumar com as unhas grandes de porcelana que coloquei para a personagem.

Que conselho daria a ela?
Antes, aprenderia a dançar funk com ela porque ela bota pra quebrar! (risos). Depois, diria para ler menos fofoca e mais assuntos que ampliem seus conhecimentos.

Qual foi o maior desafio de 2009?
Sair de Copacabana, bairro onde vivi minha vida toda, e ir morar sozinha na Barra da Tijuca. Demorei a me acostumar, pois minha família sempre foi grudada. Ás vezes, sinto falta do convívio. Crescer não é fácil, mas faz parte da evolução.

À primeira vista, que pensamento equivocado costumam ter a seu respeito?
Ser uma pessoa publica é complicado. Muitas pessoas ainda misturam ficção com realidade ou criam expectativas em relação ao artista, esquecendo também temos uma vida “normal”. Já me chamaram de metida no shopping, sem nem de fato terem conversado comigo, só porque fazia a Thaissa, a vilã de Malhação (Rede Globo).O que é compreensível. Já fui metida, lésbica, disléxica… tantas coisas! Já ouvi de uma pessoa, na época da Clarissa, de Duas Caras: “Minha filha, que probleminha é esse que você tem?”. No geral, as pessoas têm a convicção de que todos os artistas são inacessíveis, metidos. Procuro ser educada e tratar com carinho aqueles que me abordam e falam com carinho do meu trabalho. Sempre escuto: “Nossa, nem parece artista, você é muito simpática”. É engraçado!

Qual foi a maior mentira que já disseram sobre você?
Já ouvi e li tantos absurdos que prefiro nem comentar!

Você já namora o César há 1 ano e oito meses, pensam em se casar em 2010?
Não planejamos casamento.

Ter filhos faz parte de seus planos?
Ter filhos sempre fez parte dos meus planos. Desde pequena brincava que as bonecas eram minhas filhas e todas tinham nome. Quando era mais nova, dizia que seria mãe jovem, mas felizmente muitas coisas aconteceram na minha carreira e me realizaram profissionalmente. Assim, o sonho de ser mãe foi ficando pra depois… Hoje, aos 30 anos, não vou negar: tenho vontade, mas ainda penso em coisas que quero realizar profissionalmente. Na hora certa o sonho da maternidade se realizará. Quando isso acontecer, será o dia mais feliz da minha vida!

Seu cabelo era mais volumoso. O que fez para deixá-lo liso?
Faço uma técnica de realinhamento dos fios da marca Q8, que é a mais indicada para loiras.

Como evita que os fios fiquem danificados?
Sou muito cuidadosa com meu cabelo e, uma vez por semana, aplico um ciclo de tratamento preparado pelo meu cabeleireiro, Marcio Mello. O processo repõe a queratina, a proteína e a água do cabelo.

Qual a cor natural do seu cabelo e que tom usa atualmente?
Meu fio natural é loiro-escuro-acinzentado. Para a Elvira, coloquei três tons de loiro. Gosto da cor natural do meu cabelo, mas vivo mudando pelos personagens.

Por que decidiu colocar silicone?
Queria um pouco mais de volume nos seios, sem exagero, mas morria de medo da cirurgia. Aí, conheci um excelente cirurgião, Enzo Citarella, que me deu segurança e fez um ótimo trabalho (ela colocou 230 ml em cada seio). Estou muito satisfeita!

Como é a maquiagem perfeita?
Pele bem preparada, máscara para cílios – deixando-os bem alongados -, blush para dar um tom bronzeado e batom.

Que tipo de roupa ama e qual não gosta?
Amo vestidos e não gosto de minissaia.

Como é sua rotina de atividades físicas?
Malho, no mínimo, três vezes por semana com meu personal, Douglas Mariano, e faço uma dieta focada (veja box ao lado) no meu treino. Também tomo remédios indicados pela ortomolecular Heloisa Rocha, que auxiliam nos exercícios, me ajudam na TPM e fortalecem minha saúde.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!