Barbra Streisand simplesmente clonou a cachorra dela DUAS VEZES

A clonagem de cachorros existe desde 2005 e custa cerca de 50 mil dólares.

Essa história é muito maravilhosa! A icônica cantora, atriz e diretora norte-americana Barbra Streisand simplesmente clonou a cachorra dela DUAS VEZES. Isso mesmo: caso não tenha ficado claro, a icônica cantora, atriz e diretora norte-americana Barbra Streisand – a mesma que tem um shopping dentro de casa – clonou a cachorra dela duas vezes.

Leia Mais: 20 antes e depois de cachorros adotados que vão fazer você sorrir

Em recente entrevista para a revista Variety, bastante centrada no sexismo da indústria do entretenimento e em política, a artista revelou que duas das cadelas dela, as bonitinhas Miss Scarlett e Miss Violet, são clones de Samantha, uma Coton de Tulear, morta no ano passado, aos 14 anos.

Como conta, antes de Samantha morrer, ela não deixou ninguém fazer chover na parada dela e conseguiu coletar células extraídas da boca e do estômago dela para a criação das novas cadelas. “Elas têm personalidades diferentes. Estou esperando ficarem maiores para poder ver se têm os olhos marrons e a seriedade (de Samantha)”, comentou a estrela.

Como uma boa garota engraçada, Barbra até pediu à publicação para usar a como legenda frase “send in the clones” (mande os clones), uma clara referência ao antigo sucesso dela “Send in the Clowns” (mande os palhaços).

Ah, claro, para quem está curiosa, essa é a Samantha:

Entre fotos do passado glorioso e cliques recentes com amigos, o Instagram da atriz é recheado com registros dos cães, portanto, se restava alguma dúvida, ela REALMENTE ama os animais.

View this post on Instagram

Our new basket of adorables

A post shared by Barbra Streisand (@barbrastreisand) on

E, obviamente, tem muito dinheiro sobrando porque, como informa o The New York Times, o processo custa cerca de 50 mil dólares. O primeiro cachorro clonado foi criado em 2005.

Embora muitas pessoas tenham achado o gesto uma fofurinha, nem todo mundo concorda com a atitude da premiada atriz. O PETA, ONG de proteção aos animais, por exemplo, não ficou nada feliz. “As personalidades dos animais, as peculiaridades e a essência deles simplesmente não podem ser replicadas, e quando você considera que milhões de cães adotivos maravilhosos estão morrendo em abrigos de animais todos os anos ou morrendo de maneiras horríveis quando abandonados, você percebe que a clonagem é uma forma de agravar a crise dos animais sem-teto”, disse em comunicado.

E você? Faria um clone (ou dois!) de um bichinho muito querido?