Bella Thorne desabafa sobre a dor de ter sido molestada dos 6 aos 14 anos

Durante a entrevista para o programa "BUILD Series", a atriz falou sobre a importância de fazer acompanhamento psicológico após passar por traumas.

Recentemente, a atriz Bella Thorne (“Shake it up” e “Os Feiticeiros de Waverly Place“), 21, participou do programa “BUILD Series” para divulgar o livro “The Life of a Wannabe Mogul: Mental Disarray” escrito por ela. Entre as explicações sobre a obra, Bella deu um desafiador e poderoso depoimento sobre como foi crescer com a carga de ter sofrido um assédio sexual dos 6 aos 14 anos. Durante a entrevista, ela não revelou quem foi o assediador e em que circunstância aconteceu.

A pergunta foi feita por um homem da plateia sobre como foi crescer dentro do mundo da Disney. “A transição foi definitivamente difícil, mas é o que é, foi como qualquer outra coisa da minha vida. Se você ler o livro, vai ficar ‘a transição da Disney foi muito fácil’. Mas eu não sei. Ser molestada desde os seis até os 14 parece uma circunstância bem difícil, em que você está sendo abusada psicologicamente o tempo todo. Me parece uma situação muito mais difícil do ser seguida por paparazzis desde que você tem 12 anos. Só que eu ainda estava sendo molestada quando eles estavam me perseguindo, então, é bem difícil na minha cabeça pensar nesses flashes de luzes fotográficos. E todo mundo pensando que me conhece e que sabe tudo sobre mim, mas não tem ideia nenhuma dos maus tratos com os quais eu estava lidando naquela época, que todo mundo ao meu redor viu e não fez nada”. 

O desabafo da atriz foi como um grito depois de todo um discurso que já havia começado com as primeiras perguntas feitas a ela pela apresentadora do programa. Para abrir o bate-papo, ela questionou Bella sobre o porquê de ter escrito um livro aos 21 anos. “Eu simplesmente estou cansada das pessoas pensarem algo sobre mim que não sou eu. E eu não sei outra forma de mostrar para as pessoas quem eu sou se não sendo exatamente ‘aqui estou eu, em uma bandeja de prata, julgue-me e faça o que quiser'”, respondeu a artista.

Em seguida, ela foi questionada sobre o que acha que sua família sentirá ao ler tudo o que escreveu. A resposta foi um desabafo intenso de Bella, olhando diretamente para a plateia, sobre a importância de expor os traumas quantas vezes for necessário até que eles se tornem apenas uma parte da história e não a sua própria vida.

“Independentemente de qual seja a situação mais difícil que você passou na sua vida, e todos nós sabemos o que é isso quando deitamos na cama à noite, se você não passar por cima de novo, e de novo, e de novo e ficar batendo nisso dentro da sua cabeça de novo, você nunca vai superar. Porque você tem que se acostumar com isso para que não signifique mais nada”.

Bella também deixou um recado importante sobre fazer acompanhamento psicológico. “É por isso que eles dizem que terapia não é divertido. Não é nenhum pouco engraçado ter que falar sobre isso de novo, de novo, e de novo. Ter que contar todos os detalhes e momentos que você passou a vida inteira tentando esquecer. Ter que viver isso de novo. E isso não é nenhum pouco divertido, mas você quer melhorar? Você quer dormir tranquilamente? Que esses momentos não afetem mais seus relacionamentos? Então você terá que passar pela parte difícil”.

Além do abuso na infância, a atriz passou por outra situação complicada. Uma pessoa com quem Bella se relacionou ameaçou vazar nudes dela na internet. Entre chantagens, a própria Bella postou as imagens para que o abuso psicológico parasse e avisou que contaria o que aconteceu no livro. Na época, escreveu na postagem: “Foda-se o poder que você acha que tem sobre mim. Vou escrever sobre isso no meu próximo livro.”

Confira a entrevista completa:

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆