Bernardo Falcone sobre amores de Carnaval: “A gente só se apaixona quando está com os muros baixos”

O ator diz que acredita que os relacionamentos podem durar mesmo depois da folia. Ele curtiu o sábado e domingo de carnaval no Camarote CONTIGO!

Bernardo Falcone no 4º dia de Camarote CONTIGO!
Foto: Adenilson Nunes

Na folia! Bernardo Falcone era só alegria no sábado (1º) e no domingo (2) de Carnaval no Camarote CONTIGO! em Salvador. Em um papo descontraído, o ator falou sobre algumas de suas aventuras na maior festa do país. “Já vivi todos os clichês de carnaval… De cair, de não lembrar de nada no dia seguinte. Tudo!”, contou bem humorado. Uma das histórias mais marcantes de sua vida foi com o irmão gêmeo, Vitor. “Nós sempre fazíamos o seguinte: quando um bebia muito, o outro se controlava. Mas nesse dia nós dois bebemos demais e não sei como chegamos inteiros em casa!”, relembrou entre risadas.

Na hora de enfrentar o desafio e escolher quem ele considera o principal representante da folia baiana, o ator foi rápido ao citar Netinho. “Sou fãzaço! Para mim, Netinho é a figura do carnaval, é o ‘rei do camarote’. Que bom que ele está recuperado”, declarou. “Em 2012, fui convidado por ele para cantarmos juntos. Pensei: ‘O que vou cantar? Não pode ser Milla, o hino dele’. E tive o privilégio de cantar justamente Milla. Fiquei tremendo”, confessou.

E como todo folião tem que ter um bom lema para a festa, Bernardo revelou o seu: “Ninguém é de ninguém.” Mas ele não está livre para a pegação. Sem dar muitos detalhes, brincou: “Tô amarelo, mas não é de hepatite.” Ainda assim, o ator garante que acredita que amores de carnaval podem virar uma bela história. “É como amor de verão, não é? Pode subir a serra, claro que sim! Acredito que a gente só se apaixona quando está mais vulnerável, com os muros baixos”, analisou.

Bernardo está longe da televisão desde o fim das gravações de Rebelde. Com o encerramento da novela, investiu na sua carreira de cantor. Ele diz que 2013 foi um divisor de águas na sua vida e agora deseja realizar um sonho: “Quero fazer filme.”

Bernardo Falcone sobre amores de Carnaval: "A gente só se apaixona quando está com os muros baixos"

Bernardo também curtiu o 3º dia do Camarote
Foto: Adenilson Nunes

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s