Caminho das Índias: Yvone termina no hospício

No final da novela Caminho das Índias, a psicopata Yvone termina seus dias num manicômio judiciário depois que seus crimes são descobertos, ,

Legenda: Yvone (Letícia Sabatella)
Foto: Divulgação

Ainda falta pouco mais de um mês para a novela acabar, mas o destino de Yvone (Letícia Sabatella) parece que já está traçado. Se a autora não mudar de ideia, a vilã terminará seus dias trancafiada num hospício. E graças ao esforço conjunto de Cadore (Elias Gleizer), Inês (Maria Maya), Raj (Rodrigo Lombardi), Gopal (André Gonçalves), Aída (Totia Meirelles) e Silvia (Debora Bloch).

Nesse jogo de gato e rato, cada um fará sua parte. Depois que descobre que Yvone inventou para Silvia que Dario (Victor Fasano) a paquerou, Aída começa a ficar com medo da vilã. A partir daí, vai observá-la melhor e concluir que a moça não passa de uma psicopata. Ela falará das suas suspeitas para Silvia, que, como já anda desconfiada da amiga, também ficará de olho. E descobre que Yvone não é médica e que sua mãe não morreu.

Enquanto ainda tenta digerir as novidades, Silvia tem outra surpresa desagradável: Raul (Alexandre Borges) aparece e afirma que Yvone lhe deu um golpe. Gopal, então, mostra os documentos falsos que pegou do cofre da vilã. Para fechar, Raj consegue uma foto de Yvone em Dubai e envia para Cadore e Inês. A dupla reúne as provas e denunciam a psicopata para a polícia. Como fica provada sua psicopatia, Yvone é levada para um manicômio judiciário, onde passará o resto de seus dias.