Carolina Ferraz: “Estou louca para interpretar uma mulher do povo”

Carolina Ferraz se nega a comentar sua vida pessoal, mas garante que jamais viveria experiência semelhante a de Alexia, sua sensual personagem em Avenida Brasil

Carolina Ferraz: muitas risadas com sua personagem em Avenida Brasil
Foto: Divulgação

Não pergunte a Carolina Ferraz se ela está solteira, casada ou tico-tico no fubá. Ela corta o assunto no ato: “Não falo nada. Nada!” E muda o rumo da prosa. O tema preferido? Trabalho. Ela chega até a convocar o público para ajudá-la a mudar de perfil profissional. “Como uma mulher que ri desse jeito não pode fazer uma mulher do povo?”, pergunta Carolina, soltando uma das suas famosas gargalhadas. Pois é, apesar de ser associada à elegância e, por consequência, ser escalada para viver mulheres sofisticadas, a intérprete de Alexia, de Avenida Brasil, torce para fazer uma personagem com pegada mais popular. Bem, mas enquanto o sonho não é realizado, ela vai se divertindo com as trapalhadas da terceira mulher de Cadinho (Alexandre Borges) mesmo. E adorando!

Há algum tempo, você disse numa entrevista que era muito grata por Carlos Lombardi ( autor de Kubanacan) ter lhe dado seu primeiro personagem cômico…  
Sem dúvida.  

E agora você voltou ao humor com a Alexia. Que tal?  
Acho muito legal sair de uma personagem densa como a Amanda ( de O Astro ) e cair de novo na comédia. E depois de uma novela tão dramática… Quando faz uma heroína, é a protagonista, você ama, ama, sofre, sofre… Geralmente, as mocinhas são assim. E tem que ser  feito com verdade, porque o barato é o público em casa gostar. Adoro drama, adoro atuar, adoro meu ofício, mas… Eu me considero uma atriz de formação cômica; adoro fazer comédia, então… Para mim, é um prato cheio, estou feliz. É um presente do João ( Emanuel Carneiro).   

Bem, Alexandre Borges já declarou que não daria conta de três mulheres. E você, conseguiria lidar com três maridos (risos)?
Eu não! De jeito nenhum! Pra que isso? Que trabalho mais louco! Nem sonhando (risos)!

E o contrário, rolaria? Ou seja, aceitaria dividir um homem com outras duas mulheres?
Ah, esse papo não é comigo, não (risos). Tô fora geral!

E falando nisso… Continua solteira?
Não falo sobre esses assuntos. Não falo nada. Nada! Muda de assunto. Não insiste, gata!   

E você acha que já dá para saber qual das três mulheres do Cadinho é a preferida do público?
Não faço a menor ideia. O que eu acho interessante é que ele realmente gosta das três. E o Alexandre está fazendo muito bem.

Em geral, você faz personagens elegantes, finos… Não sente falta de fazer uma coisa mais povão?
Estou louca para interpretar uma mulher do povo, ia fazer muito bem. Vamos reivindicar, fazer um abaixo-assinado (risos)!
   
Dica de beleza
Enquanto o convite para fazer uma mulher do povo não pinta, Carolina Ferraz empresta sua elegância a Alexia. “Sempre levo uma coisa minha para as personagens, nem que seja uma bobagem, um batom… Tenho essa superstição”, conta, aproveitando para dar uma dica de beleza aos leitores. “Adoro aquele esmalte da Chanel, cinza, sabe?! Parece uma cor de argila, muito bonito. E a MAC lançou um batom novo, se chama Honey Vanilla, uma coisa assim, bem doce! E ele é bege, um bege lindo, com um brilho… eu adorei o batom. Estou usando na novela (risos)”, revela. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s