Chris Brown se faz de vítima: “Rihanna começou a me bater”

A versão dada pelo cantor pretende inverter os fatos, e só piora a situação.

No documentário “Chris Brown: Welcome to My Life“, o cantor fez questão de dar a sua versão sobre quando agrediu Rihanna, na época sua namorada, em 2009. Os ataques aconteceram depois de uma briga sobre uma mensagem de texto que Brown recebeu quando voltavam para casa após uma festa.

Ele narra o episódio justificando que as agressões eram mútuas e declara que Rihanna teria perdido totalmente a confiança nele:

“Ela começou a me bater, dentro do carro. […] Tentou me chutar, mas aí eu acertei ela. Com o punho fechado, dei um soco, e isso rasgou o seu lábio. Quando vi, fiquei em choque. Pensei: ‘Caramba, porque eu bati nela assim?’ […] Tudo piorou a partir daí. Eram brigas verbais que se tornaram brigas físicas, dos dois lados. […] Eu ainda a amo, mas vou ser honesto. Nós brigávamos, ela me batia, eu batia nela, nunca foi tudo bem. Quando eu subia no palco, eu tinha arranhões no meu rosto e falava que havia caído. Se você tem um machucado ou hematoma, você põe maquiagem”.

 

Na época, Rihanna comentou que já não podia reconhecer o antigo namorado, um homem capaz daqueles atos: 

“Não era a mesma pessoa que diz ‘eu te amo’. Não eram aqueles… olhos. […] Ele não tinha nenhuma… alma em seus olhos. Apenas o vazio. Ele estava claramente sem os sentidos. Não havia nenhuma pessoa quando eu olhava para ele.”

A cantora confirmou à polícia que foi mordida e sufocada, além de ter recebido vários socos no olho. Apesar dos traumas físicos, Rihanna destaca a ferida interna, que não cura, e que sempre volta à tona:

“Eu não podia aceitar que ele continuasse mentindo para mim. E ele não podia aceitar que eu não deixasse prá lá. E foi feio”. […] Eu me defendi com meus pés. Mas não era como lutar um com o outro. Eu realmente só queria que ele parasse. […] Seus gritos atraíram a atenção de uma pessoa que passava por perto e que chamou a polícia. Eu estava sangrando. Estava inchada no rosto. O que os homens não compreendem quando batem em uma mulher é que o rosto, o braço quebrado, o olho roxo vão se curar. Esse não é o problema. O problema é a ferida por dentro. Você relembra, você relembra o tempo todo. Isso volta para você, quer você queira ou não”

Brown foi condenado a cinco anos em liberdade condicional e 180 horas de serviços comunitários pelo ataque. Ele pediu desculpas publicamente e os dois chegaram a reatar por um breve período.

Chris Brown Chris Brown

Chris Brown (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s