Claudia Raia: “Não tenho mais vontade de subir ao altar, porque já realizei esse sonho!”

Atriz acredita no amor, mas não se prende aos modelos de relacionamento tradicionais

Aos 48 anos, Claudia Raia dança, canta, atua, sapateia e faz o público rir de montão. Ela está hilária na pele de Samantha, a paranormal picareta de Alto Astral, e caiu na boca do povo. Pensa que o sucesso a deixa deslumbrada? Nada disso, a atriz afirma que a fama é só consequência de um trabalho feito com dedicação. Não é à toa que coleciona personagens marcantes na telinha. Aliás, vem se divertindo bastante com as referências que Daniel Ortiz fez de alguns deles no texto da trama das 19h.

Em uma das cenas mais engraçadas, por exemplo, Samantha elogia Lívia Marini, a vilã de Salve Jorge (2013), e, em outra, ela se lembra da Tancinha de Sassaricando (1987). A vidente maluca também já falou da transexual Ramona de As Filhas da Mãe (2001) e da sofrida Donatela de A Favorita (2008), que cantava o hit sertanejo Beijinho Doce.
Mas, hoje, quem ganha os carinhos da atriz é seu namorado Jarbas Homem de Mello. Em nosso bate-papo, Claudia conta como é o relacionamento deles, fala dos filhos, Enzo e Sophia, e de como está se preparando para comemorar os 30 anos de carreira. Um luxo, confira!

Sua personagem em Alto Astral caiu na boca do povo. Está curtindo o sucesso?
Eu fico muito feliz com esse reconhecimento do público. As pessoas têm vindo falar comigo nas ruas, usam os bordões da Samantha, falam “tô oca” ou “saaabe?” (risos). É para isso que o artista trabalha, para entreter as pessoas, se comunicar.

A Samantha faz tudo pela fama. Você já foi assim?
Eu nunca me deslumbrei, sempre soube que a fama era fruto de disciplina e dedicação. Sou capricorniana, nasci para trabalhar e gosto disso, acredito no esforço, no mérito, na competência. Minha vaidade está em apresentar meu trabalho de forma cada vez melhor, dando tudo de mim. E não tem nada a ver com a fama vazia.

De onde vem tanta química entre a Samantha e o chaveirinho dela, o Pepito (Conrado Caputo)?
Conrado é um ator muito talentoso e uma pessoa querida. Desde o começo da novela nossa relação foi ótima e acho que isso transparece nessa parceria maravilhosa que a gente construiu em cena e reflete no sucesso da dupla. São dois personagens muito bem escritos pelo Daniel Ortiz e desde o começo eu e o Conrado trabalhamos bastante para eles darem certo como dupla.

TV Globo/Divulgação TV Globo/Divulgação

TV Globo/Divulgação (/)

Como é, para você, revisitar sua carreira na pele da Samantha já que, no decorrer de Alto Astral, o texto traz diversas personagens suas que marcaram a telinha?
Essas são surpresas muito especiais que o Daniel prepara para mim. É muito legal relembrar minhas personagens. Eu me divirto e me emociono demais.

E qual desses momentos foi o seu favorito?
Eu adoro todos, mas ela cantando Beijinho Doce (tema de Donatela, em A Favorita) foi demais!

No momento, você está loiríssima. Qual sua rotina de beleza para manter os fios saudáveis?
Hidrato muito. E o Wanderley Nunes, meu amigo e cabeleireiro da vida inteira, cuida dos meus fios como ninguém!

Pretende adotar os fios mais curtinhos mesmo depois do final da novela?
É muito prático. Mas ainda não sei como vou fazer quando Alto Astral acabar.

A trama tem essa pegada meio esotérica. Você tem algum guru?
Eu tenho a Cristina Fadul, taróloga, minha mãe espiritual e amiga há 25 anos. É o colinho dela que procuro quando as coisas não vão bem. E é com ela também que comemoro minhas conquistas. Ela sempre acerta, mas não é sempre que quero saber sobre meu futuro, gosto das surpresas que a vida me reserva.

Mas você é do tipo que foge de assombração?
Acredito em espíritos e não morro de medo deles.

Leia: Zibia Gasparetto revela o que é verdade e mito em Alto Astral

A gente tem visto um boom de musicais no teatro. Você se considera uma pioneira ou uma referência nesse gênero no Brasil?
Sim, sou uma das pioneiras do teatro musical brasileiro e tenho muito orgulho disso. Completo 11 musicais na minha carreira e esse ano estou produzindo Chaplin, o Musical com Jarbas Homem de Mello no papel principal. Estreia em 14 de maio, no Theatro Net, no Shopping Vila Olímpia, em São Paulo. Em julho também estreio com o musical Raia – 30 anos, também na capital paulista.

Foto: Ag News Foto: Ag News

Foto: Ag News (/)

E como vai ser esse espetáculo?
Será um musical em que revisitarei os melhores momentos da minha carreira tanto nos palcos como na TV sob um olhar atual. A direção será de Jorge Fernando e José Possi Neto e o texto de Miguel Falabella e Silvio de Abreu. Com o espetáculo, lançarei um livro sobre meus 30 anos de carreira e uma exposição reunindo os melhores figurinos que já usei. Vai ser um projeto completo e muito especial!

Aos 48 anos, a chegada dos 50 assusta um pouco?
Não, porque eu me cuido muito bem. Acho que as pessoas devem buscar o equilíbrio e a saúde. Como de maneira correta, danço, faço exercícios. Meu corpo é meu instrumento de trabalho. Além disso, tenho uma boa dermatologista, faço o que ela me indica, como alguns tratamentos, peelings, lasers, mas tudo com equilíbrio. Essa é a palavra-chave.

Em algum momento da sua vida você já se sentiu um patinho feio?
Quando eu era criança e também pré-adolescente era muito feia, desengonçada (risos). Mas sempre fui carismática e determinada, então, acabava conquistando as coisas que queria. A dança também me deu muita postura.

Você mora aqui no Rio e o Jarbas, em São Paulo. Como vocês encaram essa distância?
A gente vive na ponte aérea direto. Às vezes, Jarbas está trabalhando no Rio e eu também estou sempre em São Paulo. Conciliamos nossas agendas para estarmos juntos e sempre dá certo.

Você sempre foi vista como sex symbol… Considera-se como tal?
Eu me acho uma mulher sensual de forma natural. Como toda brasileira que se ama e se cuida direito.

Você se casou duas vezes, inclusive com Edson Celulari, pai de seus filhos. Acredita na instituição casamento?
Não tenho mais vontade de subir ao altar porque já realizei esse sonho. Acredito na vontade que duas pessoas têm de estarem juntas, dividirem suas vidas em clima de companheirismo, amor e respeito. E isso pode acontecer no formato que elas acharem melhor para elas.

Leonardo Lemos Leonardo Lemos

Leonardo Lemos (/)

Incomoda ver seu filho, Enzo, saindo vez ou outra em sites e revistas de fofoca?
Por ser filho de dois atores é natural que a vida do Enzo desperte certa curiosidade, mas a gente conversa muito sobre tudo. Somos bastante amigos. Ele tem a cabeça muito boa, viu?!