Criticada por uns, Dua Lipa explicou por que apoia o movimento #EleNão

Em uma entrevista à Billboard, a cantora explicou que não se importa com as críticas, mas com o bem-estar dos seus fãs brasileiros.

A cantora Dua Lipa faz parte do grupo de mulheres famosas que apoia o movimento contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, do PSL, conhecido pela hashtag #EleNão. Em uma entrevista à revista Billboard, a artista, mesmo sendo albanesa, explicou o porquê de ter se envolvido no movimento contra o presidenciável ainda que não tenha uma ligação direta com o Brasil.

“Alguns fãs brasileiros e outras pessoas ficaram incomodadas com o fato de eu estar usando minha voz para falar sobre a política do país, alguns deles disseram: ‘você nem é do Brasil, por que está falando sobre isso?’. Mas eu me importo com meus fãs e com tudo o que está acontecendo ao redor do mundo”, afirmou. 

A dona do famoso hit “New Rules” também deixou claro que não liga caso seja criticada, vai continuar usando sua influência para falar sobre pontos de vista que defende.

“Eu sinto que é importante para as pessoas que te apoiam e te seguem saber exatamente o que elas estão fazendo, além da importância de votar e ter o futuro nas suas mãos. São coisas nas quais eu acredito fortemente. Enquanto existirem plataformas em que posso usar minha voz por alguma causa, vou fazer isso”. 

O apoio da cantora começou quando ela compartilhou uma notícia do jornal New York Times que dizia que o “Brasil está flertando com uma possibilidade de retorno aos dias sombrios”. Além disso, Dua Lipa também falou abertamente sobre o assunto no tapete vermelho do American Music Awards, deixando claro, mais uma vez, que não tem medo de se posicionar.

Rainha faz assim né, mores?