Daniel Radcliffe: “Sou nerd, levemente patético e um pouco nervoso”

Daniel Radcliffe estrela sua primeira comédia de amor e prova versatilidade como ator. Tem dúvidas, porém, sobre seu charme na pele de galã

O intérprete de Harry Potter tem caprichado na malhação depois de ter se visto nu nas telas: achou que parecia um rato
Foto: Getty Images

Três anos atrás, Daniel Radcliffe deixou a pele do bruxo mais famoso do mundo, Harry Potter, que viveu em oito filmes, para se aventurar em papéis diferentes e ousados. Fez um musical na Broadway (How to Succeed in Business Without Really Trying), um filme de terror (A Mulher de Preto) e interpretou o poeta Allen Ginsberg em Versos de um Crime. Chegou a vez de sua primeira comédia romântica, a simpática Será Que?, de Michael Dowse, estreia desta quinta-feira (25) no Brasil.

O ator de 25 anos faz o papel de Wallace, inglês que mora em Toronto e abandona a medicina depois de uma desilusão amorosa. Numa festa, conhece Chantry (Zoe Kazan), que parece saída do mesmo molde. A identificação é imediata. Mas ela tem um namorado de longa data, Ben (Rafe Spall). Mesmo querendo algo a mais, Wallace resolve ser amigo.

Radcliffe duvidou de sua adequação ao gênero romântico. “Sou meio nerd, levemente patético, um pouco nervoso” afirmou ao jornal Los Angeles Times. “Só espero que consigam me ver no papel”. Ele admite, porém, que não seria capaz de se manter quieto sobre seus sentimentos durante tanto tempo quanto Wallace. “Sou mais direto. Se gosto de uma garota, ela vai saber disso”, disse ao jornal inglês The Guardian.

Ele namora a atriz Erin Darke, 30, que também trabalhou em Versos de um Crime. Nega os boatos de que estaria noivo, mas admite gostar de monogamia. “Acho que meu relacionamento mais curto durou seis meses. E tive muita sorte, porque nunca me apaixonei pelo tipo errado de garota”, contou ao jornal The Daily Mail.

Radcliffe pode não ser um Matthew McConaughey ou um Ryan Gosling, mas sempre se mostrou esperto e divertido nas entrevistas, duas qualidades fundamentais para uma produção do gênero. Não tem medo de quase nada como ator. Aos 17, apareceu nu na peça de teatro Equus. Por dez minutos, em todas as sessões. “Você está lá no palco, pensando: ‘Ai, meu Deus, estou pelado. Eles estão olhando para as minhas partes’. Os espectadores estão pensando: ‘Ai, meu Deus, ele está pelado. Olha as partes dele’. Você começa a ver os celulares subindo e tenta não notar”, contou ao Daily Mail.

Acostumou-se. Seus últimos três filmes prontos têm cenas de nu, inclusive Será Que?. “Não me importo, mas queria deixar claro que não é uma exigência”, disse. Porém, ele se previne e agora diz passar mais tempo na academia. Achou que parecia um rato quando se viu em Versos de um Crime, em que faz uma cena de sexo com outro homem (o ator Dane DeHaan).

Cinema: Veja a estreia da semana

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!