Dulce Maria “Amo as praias, as pessoas, o pão de queijo, as caipirinhas. Amo tudo no Brasil!”

Lançando seu novo álbum, Sin Fronteras, Dulce María está focada em sua carreira musical. Em sua passagem pelo Brasil, a mexicana conversou com a MINHA NOVELA e declarou sua paixão pelo país

Dulce Maria se dedicará somente a música
Foto: Divulgação

Foram sete dias no Brasil de muito trabalho. Na quinta 6, quando desembarcou no país, Dulce María tinha uma extensa lista de compromissos para divulgar o seu novo álbum, Sin Fronteras. Na agenda da mexicana, estavam 25 participações em programas de rádio e TV. Isso sem contar as entrevistas para revistas, sites e jornais. Mesmo com o ritmo intenso, a mexicana, de 28 anos, não esconde a felicidade de estar no país. “Amo as praias, as pessoas, o pão de queijo, o guaraná e as caipirinhas. Amo tudo! É muito emocionante voltar ao Brasil!”, confessa a bela, que pretende fazer uma turnê pelo país com suas novas canções ainda neste ano. Por causa do lançamento do novo CD, que chega às lojas em abril, Dulce afirma que os próximos meses serão de total dedicação à carreira musical, já que a bela não quer se comprometer com nenhum trabalho na TV. O único projeto que poderá surgir fora da música é uma reedição de seu livro Dulce Amargo, lançado em 2008. Nesta entrevista, a artista falou sobre seu atual momento profissional e os próximos passos que pretende dar na carreira. Ela só não respondeu a uma pergunta da MINHA NOVELA: “Está amando?” De resto, a gata falou um pouquinho de tudo.
 
É verdade que você lançará a continuação do Dulce Amargo?
Estou vendo a possibilidade de fazer uma reedição do livro para o meio digital, mas ainda não decidimos nada. Só estamos conversando. Seria uma reedição com algum material novo, poesias de quando eu era criança, novas ilustrações…
 
Não gostaria de explorar mais o lado escritora e fazer uma história de ficção?
Não. Pelo menos, não nesse momento. Tudo o que escrevo é sobre o que penso e o que sinto.
 
Sin Fronteras está pronto para chegar às lojas. Como define o novo trabalho?
É um álbum muito mais arriscado. Tem uma fusão musical grande, colaborações com grandes artistas e composições minhas.
 
Novela está nos seus planos?
Não agora… Estou cem por cento focada na música e, claro, em divulgar o disco e planejar detalhes da turnê que começa em setembro.
 
Surgiram rumores de que você estava cotada para La Malquerida…
Fui chamada para fazer os testes, mas nada além disso.
 
Como descreveria o momento atual?
Focada e com uma expectativa muito grande (risos).
 
Tem saudade do RBD?
Com certeza! Lembro-me de tudo com muito carinho.
 
E você tem contato com seus antigos parceiros da banda?
Com todos eles. Sempre que podemos, trocamos mensagens e nos falamos pelo Twitter. É difícil conciliar, já que cada um tem os seus projetos.
 
Você chegou ao Brasil na semana do Carnaval. Sabe sambar?
Já tentei, mas nunca consegui (risos). Espero aprender um dia!
 
O que é preciso para conquistar o seu coração?
É preciso me amar muito. Além disso, ser fiel e autêntico.
 
Você sonha em se casar?
Gostaria muito, mas agora não.