Ellen DeGeneres revela que foi abusada pelo padrasto aos 15 anos

Ellen diz que demorou anos para contar sobre o abuso sexual para sua mãe, só que ela não acreditou na filha e continuou casada com o agressor por 18 anos.

Ellen DeGeneres, uma das figuras mais influentes da TV americana, revelou que foi sexualmente abusada pelo padrasto na adolescência. Ela conta que tinha 15 ou 16 anos quando isso aconteceu.

Segundo o relato de Ellen, o homem se aproveitou de um drama familiar para abusá-la. A mãe da apresentadora estava com câncer de mama na época. Quando ela estava fora da cidade ele me disse que sentiu um nódulo nos seios dela e precisava sentir os meus seios também porque ele não queria incomodá-la, mas precisava sentir os meus”.

Por não compreender que aquele era um pedido absurdo, Ellen concordou e o homem voltou a abordá-la da mesma maneira outras vezes. Quando ela tentou fugir, o agressor tornou-se explosivo. “Ele tentou derrubar minha porta, aí eu chutei a janela e saí correndo porque eu sabia que ia ter mais coisa… e eu não queria contar para a minha mãe porque eu queria protegê-la e isso arruinaria sua felicidade”.

Com muito pesar, Ellen conta que só abriu o jogo para a mãe anos depois, mas foi desacreditada. “Quando contei, ela não acreditou em mim e continuou com ele por mais 18 anos. E finalmente ela o deixou porque ele mudou a história muitas vezes”.

O desabafo aconteceu durante uma entrevista ao programa “O Próximo Convidado Dispensa Apresentações com David Letterman”, da Netflix. O episódio com Ellen faz parte da segunda temporada da atração, que estreia na próxima sexta-feira, 31 de maio.

Quanto a maneira como foi tratada pela mãe, a apresentadora não esconde que isso lhe magoou profundamente. “Eu sempre cuidei dela durante toda minha vida. Então eu apenas continuei cuidando. Eu não deixei aquilo me atingir. Até recentemente quando eu pensei ‘Eu gostaria que tivessem cuidado melhor de mim. Eu gostaria que ela tivesse acreditado em mim’”.

Ao final, Ellen explicou por que tomou a decisão de falar sobre isso abertamente:

“Nós [mulheres] apenas não sentimos que somos merecedoras, ou temos medo de ter uma voz e ficamos com medo de dizer não. Essa é a única razão pela qual eu acho importante falar sobre isso, porque existem tantas garotas jovens – e não importa o quanto você envelheça. Quando eu vejo pessoas falando sobre isso, especialmente agora, fico brava quando as vítimas são desacreditadas, porque nós não inventamos essas coisas”.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆