Elton John critica censura que ‘Rocketman’ sofreu na Rússia

O cantor ficou indignado quando soube que cenas de sexo e consumo de drogas foram deletadas na versão russa de sua cinebiografia

Elton John já tinha deixado bem claro que queria que “Rocketman“, baseado em sua biografia, mostrasse cenas de sexo e de drogas, porque, segundo ele escreveu em artigo no The Guardian, “todos sabem que tive bastante dos dois durante os anos de 1970 e 1980”. Então, não é de se espantar que o cantor tenha ficado incomodado quando soube que a versão do filme na Rússia teve cenas deletadas.

O corte, denunciado por críticos russos, aconteceu nos takes que envolviam justamente consumo de drogas e sexo gay, totalizando cerca de 5 minutos. O cantor disse que nem ele e nem a Paramount Pictures sabiam que isso aconteceria e se pronunciou, na sexta (31), pelo Instagram.

“Rejeitamos fortemente a decisão de ceder a leis locais e censurar ‘Rocketman’ para o mercado russo. A Paramount Pictures foi uma forte e ousada parceira ao permitir que criássemos um filme que é a representação fiel da extraordinária vida, com imperfeições e tudo o mais de Elton. Que o distribuidor local tenha achado necessário cortar cenas, negando ao público a oportunidade de ver o filme como ele foi planejado, é um reflexo triste da divisão do mundo em que vivemos e sobre como ainda é cruelmente inaceitável o amor entre duas pessoas. Nós acreditamos na construção de pontes e no diálogo aberto, e vamos continuar quebrando barreiras até que todas as pessoas sejam ouvidas igualmente ao redor do mundo”.

O ator Taron Egerton, protagonista do filme, também contou no Insta que ficou sabendo desta censura no dia do lançamento do filme nos EUA. “Não tolero esta decisão e me sinto desapontado por não ter sido informado antes e ter tido a chance de lutar contra esse movimento. Amor é amor”, postou. O filme está em cartaz nos cinemas brasileiros sem cortes. Já assistiu?

 

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆