Em Família: Branca é a verdadeira mãe de André!!!

A ricaça teve o bebê de seu primeiro amor, mas, abandonada e com ódio, colocou o filho para adoção!

Mãe e filho na ficcção!
Foto: TV Globo/Divulgação

Não vai ser pra já. Mas um dos grandes mistérios de Em Família será desvendado num futuro próximo: a identidade da mãe biológica de André (Bruno Gissoni)!

Sim, o namorado de Luiza (Bruna Marquezine), que vive sentindo vergonha da mãe de criação, Dulce (Lica Oliveira), descobrirá que a terrível Branca (Angela Vieira) é sua verdadeira mãe. A mãe, aliás, que o jogou fora logo após o parto.
 
O fim do suspense começa a ser traçado quando André propõe a Alice (Erika Januza), que também sonha em encontrar o pai, que investiguem juntos sua origem no abrigo de órfãos onde ele foi abandonado. E, com o tempo e muita paciência, o rapaz chegará, finalmente, ao nome de Branca.
 
Como a história vai se explicar? Simples e triste ao mesmo tempo. Branca, a mãe megera também de Giselle (Agatha Moreira), teve André com o primeiro amor de sua vida. Ainda jovem, ela ficou grávida e foi abandonada pelo tal sujeito. Semanas depois, colocou o próprio filho para adoção a fim de recomeçar a vida, de preferência ao lado de um milionário. E foi exatamente o que aconteceu.
 
Na semana passada, a megera deu uma pista sobre seus romances fracassados do passado e do seu rancor. Num desabafo com a empregada Zu (Gisele Alves), ela falou sobre a raiva que tem dos homens.
 
“Eu estava apaixonada, quase casando com meu primeiro marido. Casei cedo, sabia? E tive um primeiro ‘falecido’. Fiquei sozinha, como de praxe. Aprenda uma coisa, Zu: mulher quando casa se perde, ainda mais se for por amor. E sabe o que é amor, Zu? Uma mentira que os homens inventam e colocam na nossa cabeça para nos enganar melhor… Evite”, disse amargurada.
 
E quem ajudará André a se aproximar de Branca quando a bomba explodir será Giselle, a irmã que ele quase atropelou de bicicleta capítulos atrás sem imaginar de quem se tratava. 
No entanto, ao saber que o filho voltou de seu passado para assombrá-la, como pensará, a doida de pedra irá, mais uma vez, rejeitá-lo. Sobrará, de novo, para Dulce segurar a barra do menino!