Ex-apresentadores do ‘Video Show’ se despedem nas redes sociais

Antigos colaboradores do programa fizeram suas respectivas homenagens ao 'Video Show'.

Siga o mdemulher no Instagram

O ‘Video Show‘ chegou ao fim nessa sexta-feira (11) com um programa bem qualquer coisa, quase sem referências ao término de algo tão importante para a televisão brasileira.

Se a Globo não deu espaço para os antigos apresentadores darem as caras no estúdio para dar aquela despedida, eles aproveitaram as redes sociais para prestar homenagens ao finado ‘Video Show’.

Confira o que os apresentadores postaram:

André Marques

Angélica

Ana Furtado

Monica Iozzi

View this post on Instagram

Me lembro de correr pra TV depois do almoço nos sábados. Eu devia ter uns 9 ou 10 anos e queria ver o Miguel Falabella mostrando o trabalho dos artistas e o Falha Nossa. Estive no Vídeo Show durante 11 meses apenas, entre 2015 e 2016. Pouco tempo se pensarmos que o programa ficou 35 anos no ar. Mas foi tempo suficiente pra mudar totalmente a minha vida profissional. Lá eu aprendi uma nova função pela qual me apaixonei, ser apresentadora! E como eu me diverti!!!! Como era bom passar as tardes improvisando ao lado do meu querido Ota. Como era bom saber que a gente fazia o povo rir!!!!! Uma alegria, uma satisfação. Nunca recebi tanto carinho na minha vida! A quantidade de crianças que fazia desenhos da gente na bancada e nos mandavam por cartinha… Own… Foi bonito demais, inesquecível. Obrigada a todos que estiveram no nosso puxadinho comigo! Kizzy, Lanes, Claudinha, Stella, Reginas, Sandy, Bia, Joaquim, Renata, William Rodolfo, Paty Cupello, Rixa, Aline, Marcela, Sophia, AAAAAAAGATA e tantos, tantos outros. Uma equipe maravilhosa e da qual sempre sinto saudade. Obrigada ao José (Boninho) por acreditar no meu trabalho ter me “obrigado” a entrar naquela brincadeira maravilhosa. E um obrigada especial ao meu amigo (quase parente rs) Otaviano Costa! Fomos felizes, né Otota? Enfim, foi muito bom. Obrigada #VideoShow !!!

A post shared by Monica Iozzi (@monica.iozzi) on

Joaquim Lopes

View this post on Instagram

Então. Vamos lá…. “Revirando o baú” de fotos, memórias, momentos, pessoas, dias, resenhas, noites sem dormir, dias sem acordar, eu me peguei anestesiado! Esses últimos três dias foi tudo meio que no automático. No profissionalismo mesmo. Aquele que faz a gente sorrir quando na verdade só quer chorar. Que faz a gente falar quando a gente só quer ficar quieto. Pensando aqui em tudo isso, eu só tenho um sentimento que se sobrepõe a todos os outros: GRATIDÃO! Que honra que foi fazer parte desse programa amado por tantos. O vídeo show é aquele programa que mesmo que você não goste, ele insiste, porque ele só quer te fazer companhia naquela hora em que ele vai ao ar. Seja na hora do seu almoço. Seja numa sala de hospital. Seja na sala de espera de algum lugar. Seja na sala da sua casa. A gente “invadia” a casa de vocês diariamente. Mas de um jeito doce. Sem ofender ninguém. Muito pelo contrário, a gente só levantava a bola de TODOS que passavam por lá. O Vídeo Show é aquela pessoa que tá doida pra ser o seu melhor amigo e aguarda pacientemente todo dia até que vc a aceite. Chapa branca!! Sim, chapa branca. O intuito do Vídeo Show não é provocar, tomar partido, polemizar. O intuito do vídeo show é ENTRETER. Diminuir ainda mais a ponte entre a televisão e o que acontece dentro dela, e o telespectador. Apresentar um arquivo inestimável da nossa cultura televisiva, e quem sabe arrancar alguma gargalhada aqui ou lá… O Vídeo Show, como essa foto aí mostra, é maior que eu, maior do que qualquer pessoa que passou por ali. Sabe por que? Porque ele é do povo!! Sem nenhuma distinção!!! O vídeo show mudou a minha vida! E eu nunca vou esquecer disso. Minha gratidão a todos os profissionais (que não são poucos) que diariamente se esforçavam pra levar o MELHOR conteúdo que estivesse ao alcance deles. Somos uma família! De varias gerações já. 35 anos…. um idoso em anos de televisão. Obrigado!!! E buscando ajuda do nosso Guru maior Miguel Falabella: Por tudo o que foi dito e apresentado, por mim e por todos os que passaram por esse lugar de amor, não dá pra ficar triste com o final de algo que permanecerá pra sempre gravado na “Memória Nacional”! 💙🙏🏽🏹⚡️🌪🍃🔥

A post shared by Joaquim Lopes (@lopesjoca) on

Sophia Abrahão

View this post on Instagram

fechando hoje um dos ciclos mais lindos e especias que vivi até hoje! apresentar o #VídeoShowAoVivo foi um presente, um desafio diário e um aprendizado constante. quero agradecer a toda equipe incrível, figurino, redação, produção de elenco, condutor, caracterização, cenografia, gshow, câmera, direção, produção. que time! foi uma honra dividir isso com vocês. obrigada a todo mundo que passou pela bancada desse programa durante os 35 anos, a toda equipe que se dedicou a ele nesse tempo todo. o Vídeo Show sempre fez parte da minha vida e fazer parte dessa história me enche de gratidão 💗 aos meus parceiros @otaviano @lopesjoca @omarcosveras @rafaelcortez @amorimvivian @fernandakeulla @marcela_mont @anaclaraac e tantos outros nomes incríveis que me ajudaram nesses quase 2 anos no programa, muito obrigada! vou sentir saudades, mas me despeço do vídeo show com o coração leve e feliz! não poderia esquecer de agradecer ao público, a todas aquelas pessoas que sempre acompanharam e acompanham o programa, vcs fizeram a diferença. aos meus fãs que nunca me decepcionam, que estavam ali comigo todos os dias, eu amo vocês ❤️ Vídeo Show, obrigada por tudo!

A post shared by Sophia Abrahão (@sophiaabrahao) on

Renata Ceribelli

View this post on Instagram

O Vídeo Show era um programa semanal, falava exclusivamente de cenas da tv e não tinha repórter. @miguelfalabellareal apresentava e a @cissaguimaraes narrava. Eu entrei quando ele passou a ser um programa diário e focado, a partir de então, em “jornalismo de entretenimento”, algo novo no Brasil na época. A Cissa passou a fazer entrevistas no Rio e eu em SP. O telespectador passou a ver o “como se faz”, o making of das novelas, e também a “desmistificação“ dos artistas. Pela primeira vez eles apareciam na tv como pessoas normais e não como estrelas ou celebridades. Fazíamos entrevistas mostrando suas casas e quem eles eram “Antes da Fama” (nome do quadro). Lembro do @edsoncelularireal como ajudante de um tio padeiro, do @chxoficial trabalhando como cobrador de ônibus, de coisas inusitadas assim. Na minha carreira foi o momento em que eu pude deixar a postura mais formal dos repórteres de tv daquela época e ser mais espontânea na frente das câmeras. Eu vinha de telejornais de afiliadas da @redeglobo no interior de SP. E me lembro bem de ser criticada por alguns colegas por “rir” junto com os entrevistados, ser “informal” demais, uma postura que não era comum para repórteres de tv. A espontaneidade hoje é considerada virtude, mas na época não! Jornalistas tinham que ser formais! Então eu posso dizer que o Vídeo Show foi transformador na minha carreira, no meu jeito de me comunicar com o público. Por tudo isso o Vídeo Show mora no meu coração e tenho o maior orgulho de ter feito parte da sua história, que é também parte da história da tv no Brasil.

A post shared by Renata Ceribelli (@renataceribelli) on

Zeca Camargo

View this post on Instagram

Aproveitando que é quinta – ou seja, dia de #TBT … E aproveitando que estamos todos nos despedindo de um programa tão querido – o “Vídeo Show” – compartilho com vocês alguns dos momentos mais queridos dessa minha passagem por lá. Gente que esbanja talento – de @marixoficial à @caiapitanga ; de @marciusmelhem a @marceloadnet0 ; de @leandraleal à Suzana Vieira ; de Cleo Pires à @liliacabral ; do saudoso Domingos Motagner à sempre impecável @pretagil … Um mar de gente maravilhosa que teve a generosidade de dividir o palco comigo. Pessoas iluminadas a quem sou eternamente grato. E grato também ao “Vídeo Show”, que será exibido amanhã pela última vez! As boas lembranças; ninguém apaga! #videoshow

A post shared by Zecão (@zecacamargomundo) on

Ciça Guimarães