‘Fantástico’ ironiza Bolsonaro de maneira ainda mais direta em humorístico

O segundo episódio do quadro "Isso a Globo Não Mostra" mostrou-se mais ousado do que o anterior e novamente rendeu assunto na internet.

“Isso a Globo Não Mostra”, o mais novo quadro humorístico do “Fantástico”, já havia dado o que falar na semana passada por conta das alfinetadas nada sutis no senador Flávio Bolsonaro e no ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Na ocasião, sem usar qualquer imagem de ambos, o programa fez menção ao caso Queiroz, que envolve Flávio, e à declaração de Onyx sobre o perigo dos acidentes com liquidificadores – numa fala em que o ministro defendia porte de armas.

O humorístico se propõe a pegar recortes de imagens de arquivo para fazer piadas com cara de montagem de internet, criando inclusive memes. Com uma edição toda picotada, são usados fragmentos de reportagens, novelas e todo o tipo de programa veiculado pela Globo, como “The Voice” e “Mais Você”.

Política não é o foco, mas as referências ao governo Bolsonaro são as passagens que mais chamam a atenção e geram polêmica, é claro. A repercussão da estreia gerou expectativa quanto ao segundo capítulo do humorístico e, dessa vez, a sutileza foi definitivamente deixada de lado. O quadro ironizou diretamente o presidente Jair Bolsonaro em dois momento e chegou a usar imagens dele para isso.

Primeiramente, foram mostrados diálogos de novelas com frases como “eles sumiram”, intercaladas com imagens das cadeiras vazias em Davos – quando Bolsonaro, Sérgio Moro, Ernesto  Araujo e Paulo Guedes não compareceram a uma coletiva de imprensa no Fórum Econômico Mundial.

Depois disso, com o enunciado “Sessão Comédia” foi mostrado um trecho do discurso do presidente no evento, dizendo que o Brasil é o país que mais preserva o meio ambiente no mundo e que aqui é o paraíso. Na edição foram acrescentadas risadas típicas de sitcoms e a trilha sonora clássica do seriado “Seinfield”.

Assista ao quadro “Isso a Globo Não Mostra” (no primeiro post a seguir) e veja algumas reações encontradas no Twitter: