Gabriela Duarte revela o desejo de posar nua

Num papo surpreendente, Gabriela Duarte dispensa comparações com a mãe e conta que posaria para a PLAYBOY

Gabriela está no ar em Passione
Foto: Reprodução/ Revista VIVA!MAIS

A fogosa Jéssica é a chance de dar outro rumo à sua carreira?
Claro! Mesmo buscando oportunidades diferentes, elas não vêm muito.

Será a sua aparência de mulher certinha?
É, acho que eu passo isso.

Ser filha da Regina Duarte contribui?
Isso me incomoda muito. É uma coisa assim: “Ah, é igual, né? É a mesma coisa!” Minha mãe é tudo de bom – bonita, bacana, simpática. Mas daí a acharem que eu SOU a minha mãe…

Sua mãe dá opinião sobre sua atuação?
Por incrível que pareça – e espero que isso não decepcione as pessoas – a gente não consegue se encontrar muito. A correria da vida, do trabalho…

Como o Jairo [Goldflus, fotógrafo e marido da atriz] reage às cenas quentes da Jéssica?
Maravilhosamente bem. Ele não curte novela, mas, pela primeira vez, está vendo um trabalho meu e se empolga, se diverte. Às vezes, o pego rindo com alguma cena.

Você tem levado para casa o fogo da Jéssica?
É um casamento de nove anos, né, e a gente está sofrendo um pouco de falta de tempo também [risos]. Mas a relação melhorou. A Jéssica tem me dado uma nova visão. Sou discreta, mas, agora, vez ou outra, ponho saltão, brincão… Personagem sensual abre portas…

Você faria um ensaio nua?
Não acho que essa seja uma porta trancada [risos]. Já recebi propostas, mas em momentos que estrategicamente não seriam legais e durante os quais não me sentiria à vontade. Já agora não seria problema posar nua.

Seria bom para apagar a imagem de certinha?
Será? Acho que seria um pouco óbvio, fácil: vamos lá abrir a perna, mostrar tudo… Meu jeito combina mais com ir mostrando quem é a Gabriela de verdade aos poucos. Mas não descarto um ensaio bonito.

Você se sentiria segura fisicamente?
Ah, fisicamente eu me garanto, ainda! Mas se a PLAYBOY demorar muito… [risos]

Você acharia mais fácil posar para o Jairo?
Ah, sim! Porque intimidade é tudo nesta hora. Se bem que é uma questão de interesse, tem que ver o que a revista quer. Não sei se o leitor quer ser um voyeur, que fica ali observando a relação de um casal. Acho que o leitor não quer isso, não! Quer óóó: ferro na boneca! [risos]