Globo traz de volta seus grandes sucessos para comemorar os 50 anos

Anote aí o que vai passar na semana que vem no especial que transformou algumas obras da emissora em filme

No ano em que comemora seu aniversário de 50 anos, a Globo decidiu presentear os telespectadores exibindo grandes obras de sua dramaturgia. O festival Luz, Câmera 50 anos traz de volta clássicos reeditados e adaptados para o formato de telefilme.

É uma chance incrível de ver pela primeira vez obras que passaram há muito tempo, como O Pagador de Promessas -exibido na quarta-feira (07) -, de Dias Gomes da década de 60, ou rever sucessos como Presença de Anita, que será transmitido na sexta-feira (16). 

Confira o que ainda vai ao ar: 

  •  Ó Pai, Ó – Na quarta-feira (14) estão de volta as divertidas histórias dos moradores de um cortiço em Salvador. Protagonizada por Lázaro Ramos, Ó Pai, Ó foi indicado ao Emmy Internacional na categoria Série de Humor, em 2009. 
  • Dalva e Herivelto, Uma Canção de Amor – Na quinta-feira (15), Adriana Esteves e Fábio Assunção retornam às telinhas para dar vida ao casal de ouro da época do rádio no Brasil. Paixões, traições, ciúmes e agressões, marcam a história do casal. 
  •  Presença de Anita – Exibida inicialmente em 2001 e protagonizada pela, até então desconhecida, Mel Lisboa, a série retrata uma história de amor, obsessão e morte. Na época a relação perigosa entre a ninfeta provocante e um homem mais velho deu o que falar. Fechando com chave de ouro a semana!
  •  Noivas de Copacabana – Na próxima terça-feira (20), a história do serial killer Donato Menezes volta a mexer com os telespectadores. Obcedado por mulheres vestidas de noiva, o assassino estrangula suas vítimas durante o ato sexual. Antes, ele pede que elas se vistam de noivas. 
  • Dercy de Verdade – Na quarta-feira (21), Heloisa Périssé  e Fafy Siqueira contam a trajetória da irreverente Dercy Gonçalves. 
  • Lampião e Maria Bonita– Na quinta-feira (22) é dia de assistir a primeira minissérie produzida pela Globo. O sucesso foi tão grande que a série foi premiada com a medalha de ouro no Festival Internacional de Cinema e Televisão de Nova York, na categoria drama. 
  • Anos Dourados – Encerrando o festival, Luz, Câmera 50 anos. Ambientada nos anos 50 a série traz um retrato dos valores morais da sociedade carioca, tendo com ponto central o amor entre dois jovens. Esta foi a primeira minissérie de Gilberto Braga na Globo e segundo ele foi o maior sucesso de sua trajetória. 

Foram exibidos ainda, O Canto da Sereia, protagonizada por Ísis Valverde, que abriu a seleção de sucessos, O Pagador de Promessas, Força Tarefa, MaysaQuando Fala o Coração e A Teia.