Grávida, Tatá Werneck sofre da mesma síndrome que Kate Middleton

A hiperêmese gravídica torna o início da gestação muito mais difícil: entenda do que se trata essa síndrome.

 

Tatá Werneck revelou nesta segunda-feira (25) que está passando por maus bocados no início da gestação do primeiro filho. Em um post no Instagram, a atriz contou que está com hiperêmese gravídica – segundo ela mesma, “um negócio que dá muito enjoo e você tem vontade de vomitar todos os seus órgãos no tapete da sala”. De uma forma mais técnica, trata-se de uma síndrome – a mesma que Kate Middleton enfrentou quando engravidou de George, Charlotte e Louis.

A hiperêmese gravídica causa muitas náuseas e vômitos durante o início da gravidez. Não se trata dos enjoos comuns da gestação, mas sim sintomas mais graves, que podem causar perda de peso, desidratação e distúrbios metabólicos. Por isso é recomendável que a condição seja avaliada de perto – e algumas gestantes podem ter de ficar de repouso, como Tatá.

Por causa da síndrome, Kate Middleton teve de antecipar o anúncio da terceira gravidez. Em geral a família real aguarda até o terceiro mês de gestação, mas o Palácio de Kensington teve de justificar a ausência da Duquesa de Cambridge em eventos oficiais. Para não gerar boataria, contaram logo que ela estava grávida. O mesmo aconteceu com Tatá, que teve sua gravidez revelada logo no início.

Passada a fase mais crítica, Kate pôde retornar às suas atividades normais – esperamos e torcemos para que Tatá passe bem por essa fase chata e em breve esteja de volta à ativa!