Guilhermina Guinle conta tudo

Em entrevista exclusiva à VIVA, Guilhermina Guile, a Amarilys de "Caras & Bocas", revela o que pensa sobre sucesso, mentiras, amor reservado, filhos...

“Não me incomodo em fazer 
mulheres sofisticadas”
Foto: Divulgação

Suas personagens são sempre sofisticadas. Já pensou em interpretar um papel sem tanto glamour?
No Brasil e lá fora escalam os atores pelo que são ou parecem ser na vida “real”. Por isso, não me incomodo em fazer mulheres sofisticadas. Lutamos por bons personagens e para fugir dos estereótipos criados em torno de nós. Mas acho ideal fazer vários tipos, como a mocinha, a vilã, a pobre, a rica etc… Acho divertido ter a chance de arriscar.

Em “Caras & Bocas”, Amarilys rejeitou Denis (Marcos Pasquim) ao saber que ele mentiu quando disse ser pintor. Como você lida com mentiras na vida real?
Algumas, com certeza, são perdoáveis. Adoro aquela frase da música Maior Abandonado, do Cazuza: “… mentiras sinceras me interessam…”. Talvez seja mesmo impossível ser 100% verdadeiro com tudo e todos o tempo todo. Obviamente, existem casos horríveis de mentira, que são traços de mau-caratismo, maldade, falsidade… Mentiras à toa também são péssimas. Claro, estou sempre do lado da verdade, de ser, ou tentar ser verdadeiro. Ás vezes, a mentira parece o caminho mais fácil e se torna uma grande armadilha.

Que tal viver a Lara, uma líder de bandidos no filme “Predileção”?
Foi maravilhoso! Como é divertido e interessante ter a oportunidade de fazer um personagem diferente dos que já fizemos. É bem distante do que somos ou vivemos na vida “real”. As filmagens foram ótimas, o Márcio (Garcia, diretor do longa) é excelente, chega no set preparado, sabendo o que quer e como quer.

Você ficou conhecida como socialite, mulher do Fábio Júnior, do José Wilker… Entrou em crise pela falta de reconhecimento do seu trabalho?
Uma carreira é construída aos poucos, é uma enorme estrada, como a vida. O verdadeiro sucesso de uma carreira é estendê-lo. Não é apenas chegar, mas é permanecer lá. Trabalhar sempre, exercer dignamente sua profissão. É isso que tento ao longo desses anos: crescer, fazer as escolhas certas – que, muitas vezes, é o mais difícil – aprender com os atores, diretores e autores com quem trabalhamos…

Sua união com Murilo Benício é mais reservada do que as anteriores. Você mudou a postura?
Continuo a mesma: acredito e vivo cada relação intensamente, mas percebi que ser mais reservada é um direito e, com certeza, muito melhor. Nada contra a curiosidade das pessoas, da imprensa, que acho normal e também tenho em relação aos outros. Mas hoje tento me expor menos. Quanto mais você abre sua vida, mais satisfações tem que dar. É muito chato dar satisfações para qualquer pessoa e, principalmente, ser cobrada ou julgada depois por alguma situação qualquer.

Ter se relacionado com homens que já eram pais, como Fábio Jr. e José Wilker, aguçou seu desejo de ser mãe?
De certa forma… adiou. Sempre amei criança. Tenho 35 anos e fui “mãe-madrasta” desde os 18. Foi bom conviver com filhos postiços, mas me dei conta da responsabilidade de se criar um filho. Claro, não quero passar por esta vida sem ter um filho meu, mas não sinto pressa. Com certeza, ser mãe deve ser maravilhoso!

Ainda gosta de acordar tarde?
Adoro dormir! Se deixar, durmo 12 horas por dia. Porém, para aproveitar mais a vida diurna, tenho tentado acordar mais cedo!

Você também tem fama de consumista…
Sou consumista, mas ultimamente tenho trabalhado para me controlar, o que é bem difícil. Estou trabalhando o desapego das coisas materiais – um dos maiores aprendizados que tive lendo livros budistas. Mas comprar presentes é muito bom. Comprar um presente para você, o namorado, alguma amiga, mãe, irmãos…Gosto de ser espontânea na hora de presentear. Olhar para algo que lembre alguém e comprar!

É verdade que você tem mais de 300 pares de sapatos?
Sou louca com sapatos! Tenho muitos.

Que roupa prefere usar?
Adoro as confortáveis, que ficam bem no corpo. Não gosto muito de peças justas, que nem deixam a gente se mexer direito.

Faz dieta para manter a forma?
Não (risos). Por isso nunca estou com um corpo impecável, toda magrinha. Passo por fases – mais magra, mais gordinha… Adoraria gostar de malhar, mas sou uma mulher preguiçosa!

O esmalte grape da Amarilys está entre os produtos mais pedidos na Globo. Qual é o seu tom preferido?
Estou adorando este tom. Uso o Jordana, cor Grape (numero 28) ou Colorama Rosa Antigo e Misturinha. Adoro variar entre tons de vermelho, marrom claro e bege.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s