Império: Cristina assume a Império enquanto o Comendador se finge de morto

Em seu testamento, José Alfredo nomeia a filha bastarda para comandar a empresa e gerir a fortuna da família

Imaginem a cara de Maria Marta quando descobrir que Cristina comandará a Império
Foto: TV Globo/Divulgação

Próximo ao capítulo 100 de Império, José Alfredo (Alexandre Nero) vai sair de cena por uns tempinhos, segundo o autor, Aguinaldo Silva. O Comendador, na verdade, simulará a própria morte para defender sua fortuna e ver o circo pegar fogo diante da ambiciosa família.
 
O pessoal de casa saberá que ele segue vivinho da silva. Porém, José Alfredo forjará, inclusive, seu enterro diante da mulher mala, Marta (Lilia Cabral), dos filhos e outros personagens da trama.
 
O plano do milionário começa a ser bolado quando Marta rouba seu amuleto de sorte, o diamante rosa que está no Monte Roraima. Escondida de todos, ela embarca num jatinho rumo ao local. Ao chegar lá, a perua entra na caverna onde viu o esposo nos primeiros capítulos da novela. E diz: “Quando ele voltar aqui e descobrir que já era… Perdeu, José Alfredo, perdeu! É tudo ou nada. Ou saio daqui vitoriosa ou perco a esperança de um dia derrubar o Comendador!”
 
Assim que pega o diamante, uma tempestade cai na região e Marta fica presa na caverna. Quando tenta sair dali, ela desmaia de pavor ao ver um homem encapuzado se aproximando. O rapaz ajuda Marta, que ao acordar implora para não ser maltratada.
 
“Por que eu iria lhe fazer algum mal se nem a conheço?”, questiona o misterioso homem. “Então não foi meu marido quem o mandou aqui atrás de mim?”, questiona ela. “Seu marido? Eu não sei quem é a senhora, vou saber quem é seu marido? E seja lá quem for, está para nascer o homem que vai me dar alguma ordem”, afirma o moço, que, ao tirar a máscara, chama a atenção da ricaça Marta por sua beleza.
 
É aí que Marta descobre: o gatão, chamado Maurílio (ator a ser escalado), é filho do falecido Sebastião Ferreira (Reginaldo Faria). Aquele que deu sua fortuna a José Alfredo no início da novela… “Meu pai morreu aqui no Monte e foi enterrado ali onde a senhora viu. Venho aqui uma vez por ano rezar por ele. Era um aventureiro, um homem que andava por esse Brasil todo atrás de pedras preciosas. Vinha sempre ao Roraima. Aqui tinha um garimpo clandestino e os garimpeiros negociavam diretamente com ele. Minha mãe comentou que ele fazia contrabando de diamantes para o estrangeiro”, revela Maurílio.
 
Marta pergunta se a mulher de Sebastião ainda é viva e constata: ela faleceu na miséria, sem conseguir chegar ao dinheiro que o marido guardava num banco na Suíça.
 
Neste momento, Maurílio avisa que um helicóptero está chegando e Marta se apressa para ir embora. Depois, agradece ao belo e lhe oferece carona. Ele topa e, no caminho, eles trocam contatos. Na hora da despedida, chegam a dar um selinho sem querer, querendo. Sei!

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆